CitaçÔes de Cabral do Nascimento

3 resultados
Frases, pensamentos e outras citaçÔes de Cabral do Nascimento para ler e compartilhar. Os melhores escritores estão em Poetris.

Natal

Se alguém por mim passou,
O seu caminho foi.
Nenhuma dor me dĂłi;
Neste canto me isolo;
DĂĄ-me tanto consolo
Saber que apenas sou!

Reduz-se tudo a isto:
SuavĂ­ssimo perfume
De heliotrĂłpio morto.
Traz-me tanto conforto
Saber que sĂł existo
Aqui, junto do lume!

E o vento que, lĂĄ fora,
Deita as folhas em terra,
NĂŁo me abala sequer.
Ah, quanto bem encerra
A minha ideia, agora,
De estar num canto, e ser?

Natal Africano

NĂŁo hĂĄ pinheiros nem hĂĄ neve,
Nada do que Ă© convendonal,
Nada daquilo que se escreve
Ou que se diz… Mas Ă© Natal.

Que ar abafado! A chuva banha
A terra, morna e vertical.
Plantas da flora mais estranha,
Aves da fauna tropical.

Nem luz, nem cores, nem lembranças
Da hora Ășnica e imortal.
Somente o riso das crianças
Que em toda a parte Ă© sempre igual.

NĂŁo hĂĄ pastores nem ovelhas,
Nada do que Ă© tradicional.
As oraçÔes, porém, são velhas
E a noite Ă© Noite de Natal.

Natal… Natais…

Tu, grande Ser,
Voltas pequeno ao mundo.
NĂŁo deixas nunca de nascer!
Com braços, pernas, mãos, olhos, semblante,
Voz de menino.
Humano o corpo e o coração divino.

Natal… Natais…
Tantos vieram e se foram!
Quantos ainda verei mais?

Em cada estrela sempre pomos a esperança
De que ela seja a mensageira,
E a sua chama azul encha de luz a terra inteira.
Em cada vela acesa, em cada casa, pressentimos
Como um anĂșncio de alvorada;
E ein cada ĂĄrvore da estrada
Um ramo de oliveira;
E em cada gruta o abrigo da criança omnipotente;

E no fragor do vento falas de anjos, e no vĂĄcuo
De silĂȘncio da noite
Estriada de sĂșbitos clarĂ”es,
A presença de Alguém cuja forma é precåria
E a sua essĂȘncia, eterna.
Natal… Natais…
Tantos vieram e se foram!
Quantos ainda verei mais?