Passagens de Geraldo Falc√£o

3 resultados
Frases, pensamentos e outras passagens de Geraldo Falc√£o para ler e compartilhar. Os melhores escritores est√£o em Poetris.

A Imóvel Jornada

Os rastros que deixei
no ch√£o petrificados
agora que tornei
est√£o em mim gravados.
Parti, por que n√£o sei
se tudo ao meu redor
comigo era levado:
os sonhos, a paisagem,
o corpo atormentado,
esquinas dos encontros
por gaze separados,
as chamas sobre os dedos,
o peito apunhalado.
No círculo da estrada
eu sigo e estou parado,
n√£o sei a quem procuro
(serei o procurado?).

Sede

Boca invisível
na flor da boca,
l√°bios rachados
de sol e sal,
de folha e palha.
Língua de brasa
queima a garganta;
voz abafada,
som que farfalha.
As cimitarras
voam ao vento,
cortam papéis
(brancas mortalhas).
Ossos ressecos
feitos de pó,
baixos-relevos
no ch√£o gretado.
Rente à corrente
de √°guas que fervem
alço o meu corpo
círio fanado,
chama indecisa
que arde tão só.

Referência do Sonho

N√£o sei se v√£o os meus olhos,
n√£o sei se vem a paisagem.

Quero a luz absoluta
m√£e das √°guas do tempo:
quero deter o seu curso
no eterno presente.

Com unção aproximo-me do altar invertido
de um deus embriagado pelo sangue
de homens acusados de morte.
Tateando nas trevas vou buscando
a primordial pureza, o primordial sentido,
a primordial palavra liturgicamente expressa.