Passagens de Gil de Carvalho

3 resultados
Frases, pensamentos e outras passagens de Gil de Carvalho para ler e compartilhar. Os melhores escritores est√£o em Poetris.

Certezas do Tempo

Foi de uma colina obscena que viemos,
no dia se esconde o dedo, nascemos.
Deste caminho, só o hálito
n√£o serve aos mortos. E a recompensa,
a tua vida, quando entra
na casa e, r√°pido cheiro, apodrece.
Também eu propus o estrangulamento,
que o corpo ficasse fora das muralhas,
no ar
qual bule ardido.

Guerra & Paz

Pedidos sacrifícios, as imagens
Foram trazidas na maré, enxutas.
Treme a escada torpe, e o c√£o ladra –
S√£o os antepassados, fixos,
Na √°gua das janelas.
Que podemos fazer, o fumo
Entra nas casas é preciso
Uma porta que nos leve ao mar.

Algures

Armei a boiz, a derradeira porta,
flexível, a favor do vento.
Pousado na noite
descobri o teu rasto.
Uma vida n√£o basta
para termos um rosto
e lev√°-lo, sem morte,
ao lado encontrado
num embrulho de dedos.

Corta o barbante,
e segura no corpo
até que ele morra.