Passagens de Alain

120 resultados
Frases, pensamentos e outras passagens de Alain para ler e compartilhar. Os melhores escritores est√£o em Poetris.

A palavrinha ¬ęfarei¬Ľ tem perdido imp√©rios. O futuro s√≥ tem sentido na ponta da ferramenta.

A d√ļvida √© o sal do esp√≠rito, sem uma pitada de d√ļvida, todos os conhecimentos em breve apodreceriam.

A Necessidade do Outro

Os homens sempre tiveram muita necessidade de se amarem uns aos outros. Constru√≠ram esse amor como constru√≠ram pontes. Foram necess√°rias ab√≥badas sonoras para tornar a multid√£o mais presente para a multid√£o; e palavras incompreens√≠veis para que se cantasse com todo o cora√ß√£o; e uma m√ļsica bem ritmada, para que todos pudessem dizer as mesmas coisas ao mesmo tempo.
(…) S√≥ querer relacionar-se com aqueles que se aprovam em tudo √© quim√©rico, e √© o pr√≥prio fanatismo.

A ociosidade é mãe de todos os vícios, mas também de todas as virtudes.

A experiência, isto é, o simples facto de estarmos no mundo, coloca-nos diante de aparências verdadeiras, mas que podem ser a origem dos conhecimentos mais falsos.

O Sistema das Verdades

Bem longe de me dizer que a verdade está longe de mim e separada de mim, tenho, pelo contrário, o sentimento de que seguro verdades sobre verdades e, num certo sentido, tudo o que se pode saber. E, a partir daí, não espero que o sistema de todas as verdades seja feito; nem mesmo estou curioso para saber como será feito; tenho certeza, pelo contrário, de que todas as verdades pereceriam no sistema das verdades.

A arte e a religi√£o n√£o s√£o duas coisas, mas o avesso e o direito de um mesmo tecido.

Os trabalhos escolares são provas para o carácter, não para a inteligência. Quer se trate de ortografia, de poesia ou de cálculo, está sempre em causa aprender a querer.

Existe apenas um poder, que é militar. Os outros poderes fazem rir e deixam rir.

Existir √© algo; isso esmaga todas as raz√Ķes. Nenhuma raz√£o pode conceder a exist√™ncia, nenhuma exist√™ncia pode dar as suas raz√Ķes.

Instru√≠mo-nos viajando (…). Mas, por outro lado, s√≥ aprendemos aquilo que j√° sabemos.

Um doido é aquele que acredita em tudo que lhe vem à cabeça.

O trabalho é a melhor e a pior das coisas: a melhor, se for livre; a pior, se for escravo.

O grandes homens são maiores na recordação do que ao natural. Aquilo que vimos neles é, ao mesmo tempo, o seu melhor e o melhor de nós próprios.

Há regras para pensar bem independentes de qualquer experiência, ou seja, aplicáveis a toda a experiência possível.

A coragem alimenta as guerras, mas é o medo que as faz nascer.

Não querer associar-se senão com aqueles que aprovamos em tudo é uma quimera, é mesmo uma espécie de fanatismo.

A invenção da máquina a vapor mudou de mil maneiras as ideias, a moral, a política e até a religião.