Frases de Mulher Perfeita

Frases e pensamentos que ilustram a perfeição da mulher

    Sabemos todos que uma fam√≠lia perfeita n√£o existe, nem um marido perfeito ou uma mulher perfeita… De sogras perfeitas √© melhor nem falar!

    Soneto Do Corifeu

    S√£o demais os perigos desta vida
    Para quem tem paix√£o, principalmente
    Quando uma lua surge de repente
    E se deixa no céu, como esquecida.

    E se ao luar que atua desvairado
    Vem se unir uma m√ļsica qualquer
    Aí então é preciso ter cuidado
    Porque deve andar perto uma mulher.

    Deve andar perto uma mulher que é feita
    De m√ļsica, luar e sentimento
    E que a vida n√£o quer, de t√£o perfeita.

    Uma mulher que é como a própria Lua:
    Tão linda que só espalha sofrimento
    T√£o cheia de pudor que vive nua.

    As Janelas da Memória

    A mem√≥ria humana n√£o √© lida globalmente, como a mem√≥ria dos computadores, mas por √°reas espec√≠ficas a que chamo de janelas. Atrav√©s das janelas vemos, reagimos, interpretamos… Quantas vezes tentamos lembrar-nos de algo que n√£o nos vem √† ideia? Nesse caso, a janela permaneceu fechada ou inacess√≠vel.

    A janela da mem√≥ria √©, portanto, um territ√≥rio de leitura num determinado momento existencial. Em cada janela pode haver centenas ou milhares de informa√ß√Ķes e experi√™ncias. O maior desafio de uma mulher, e do ser humano em geral, √© abrir o m√°ximo de janelas em cada situa√ß√£o. Se ela abre diversas janelas, poder√° dar respostas inteligentes. Se as fecha, poder√° dar respostas inseguras, med√≠ocres, est√ļpidas, agressivas. Somos mais instintivos e animalescos quando fechamos as janelas, e mais racionais quando as abrimos.

    O mundo dos sentimentos possui as chaves para abrir as janelas. O medo, a tens√£o, a ang√ļstia, o p√Ęnico, a raiva e a inveja podem fech√°-las. A tranquilidade, a serenidade, o prazer e a afetividade podem abri-las. A emo√ß√£o pode fazer os intelectuais reagirem como crian√ßas agressivas e as pessoas simples reagirem como elegantes seres humanos. Sob um foco de tens√£o, como perdas e contrariedades, uma mulher serena pode ficar irreconhec√≠vel.

    Continue lendo…

    Diz-me a Verdade acerca do Amor

    Há quem diga que o amor é um rapazinho,
    E quem diga que ele é um pássaro;
    H√° quem diga que faz o mundo girar,
    E quem diga que é um absurdo,
    E quando perguntei ao meu vizinho,
    Que tinha ar de quem sabia,
    A sua mulher zangou-se mesmo muito,
    E disse que isso n√£o servia para nada.

    Ser√° parecido com uns pijamas,
    Ou com o presunto num hotel de abstinência?
    O seu odor faz lembrar o dos lamas,
    Ou tem um cheiro agrad√°vel?
    √Č √°spero ao tacto como uma sebe espinhosa
    Ou é fofo como um edredão de penas?
    √Č cortante ou muito polido nos seus bordos?
    Ah, diz-me a verdade acerca do amor.

    Os nossos livros de história fazem-lhe referências
    Em curtas notas crípticas,
    √Č um assunto de conversa muito vulgar
    Nos transatl√Ęnticos;
    Descobri que o assunto era mencionado
    Em relatos de suicidas,
    E até o vi escrevinhado
    Nas costas dos guias ferrovi√°rios.

    Uiva como um c√£o de Als√°cia esfomeado,
    Ou ribomba como uma banda militar?
    Poderá alguém fazer uma imitação perfeita
    Com um serrote ou um Steinway de concerto?

    Continue lendo…