Passagens de Anton Tchekhov

54 resultados
Frases, pensamentos e outras passagens de Anton Tchekhov para ler e compartilhar. Os melhores escritores est√£o em Poetris.

Na natureza, uma repugnante lagarta transforma-se numa borboleta encantadora; entre os homens, ocorre o contr√°rio; uma encantadora borboleta transforma-se numa lagarta repugnante.

Não tenhas medo de parecer palerma; antes de tudo é preciso ter o espírito livre; só quem não teme escrever palermices tem o espírito livre.

Nada hipnotiza e inebria mais do que o dinheiro: quando ele é muito, o mundo parece melhor do que é.

Pensais honestamente, e por isso odiais o mundo todo. Detestais os crentes porque a f√© √© um indicador de estupidez e de ignor√Ęncia; e detestais os descrentes porque n√£o t√™m f√© nem ideal. Odiais os velhos pelas suas mentalidades ultrapassadas, e os novos pelo seu liberalismo.

Entre ‘Deus existe’ e ‘Deus n√£o existe’ estende-se um campo muito vasto, que um aut√™ntico s√°bio atravessa com grande esfor√ßo.

A Função do Escritor

Que o mundo ¬ęest√° infestado com a esc√≥ria do g√©nero humano¬Ľ √© perfeitamente verdade. A natureza humana √© imperfeita. Mas pensar que a tarefa da literatura √© separar o trigo do joio √© rejeitar a pr√≥pria literatura. A literatura art√≠stica √© assim chamada porque descreve a vida como realmente √©. O seu objectivo √© a verdade – incondicional e honestamente. O escritor n√£o √© um confeiteiro, um negociante de cosm√©ticos, algu√©m que entret√©m; √© um homem constrangido pela realiza√ß√£o do seu dever e a sua consci√™ncia. Para um qu√≠mico, nada na terra √© puro. Um escritor tem de ser t√£o objectivo como um qu√≠mico.
Parece-me que o escritor n√£o deveria tentar resolver quest√Ķes como a exist√™ncia de Deus, pessimismo, etc. A sua fun√ß√£o √© descrever aqueles que falam, ou pensam, acerca de Deus e do pessimismo, como e em que circunst√Ęncias. O artista n√£o deveria ser juiz dos seus personagens e das suas conversas, mas apenas um observador imparcial.
Têm razão em exigir que um artista deva ter uma atitude inteligente em relação ao seu trabalho, mas confundem duas coisas: resolver um problema e enunciar correctamente um problema. Para o artista, só a segunda cláusula é obrigatória.
Acusam-me de ser objectivo,

Continue lendo…

A senhora estava t√£o contente que os h√≥spedes se fossem embora, que exclamou: ‘Mas fiquem mais um pouco!’.

As obras de arte dividem-se em duas categorias: as de que gosto e as de que não gosto. Não conheço outro critério.