Sempre que a maledicĆŖncia conclui pela negaĆ§Ć£o de qualquer qualidade, Ć© contar que tal qualidade existe em determinado grau. Ā«Fulano nĆ£o tem talento!Ā» ouvireis afirmar; impƵe-se, todavia, que possua um pouco esse de quem se fala, para que tanto se empenhe o maledicente em dizer o contrĆ”rio.