Passagens de Nelson Mandela

209 resultados
Frases, pensamentos e outras passagens de Nelson Mandela para ler e compartilhar. Os melhores escritores est√£o em Poetris.

A história nos julgará pela diferença que fizermos na vida de todos os dias das crianças.

Os Verdadeiros Problemas

Digo muitas vezes que n√£o s√£o necessariamente os homens e mulheres com t√≠tulos, mas os homens e mulheres humildes que encontramos em todas as comunidades, mas que escolherem o mundo como o seu teatro de opera√ß√Ķes, que sentem que os maiores desafios s√£o os problemas socioecon√≥micos que o mundo defronta, por exemplo, a pobreza, a iliteracia, a doen√ßa, a falta de casa, a impossibilidade de mandar os filhos √† escola. Esses s√£o os meus her√≥is. O chefe de Estado que se classificar como um destes √© o meu her√≥i.

Se quiser fazer as pazes com o seu inimigo, você tem que trabalhar com ele. Daí, ele se torna seu parceiro.

Para mim, a vida é, em larga medida, a esperança de um dia encontrar bons amigos e saber directamente deles de assuntos que não podem ser comprimidos numa breve carta.

Reinstalar a Solidariedade Humana

Os valores da solidariedade humana que outrora estimularam a nossa demanda de uma sociedade humana parecem ter sido substitu√≠dos, ou estar amea√ßados, por um materialismo grosseiro e a procura de fins sociais de gratifica√ß√£o instant√Ęnea. Um dos desafios do nosso tempo, sem ser beato ou moralista, √© reinstalar na consci√™ncia do nosso povo esse sentido de solidariedade humana, de estarmos no mundo uns para os outros, e por causa e por meio dos outros.

H√° diversos padr√Ķes por onde avaliar a import√Ęncia de uma organiza√ß√£o. Um dos mais importantes √© o calibre da sua lideran√ßa.

Gosto de amigos com mentes independentes, pois tendem a fazer com que vejas os problemas de todos os √Ęngulos.

O Respeito pelo Multilateralismo

Num mundo onde os fortes podem procurar impor-se aos mais vulner√°veis, e em que determinadas na√ß√Ķes ou grupos ainda tentam decidir o destino do planeta, num mundo assim, o respeito pelo multilateralismo, a modera√ß√£o do discurso p√ļblico e a procura paciente do compromisso tornam-se ainda mais vitais para salvar o mundo de conflitos debilitantes e desigualdades persistentes.

Aprendi que humilhar outra pessoa é fazê-la sofrer uma sorte desnecessariamente cruel. Até em pequeno eu derrotava os meus oponentes sem os humilhar.

A experi√™ncia diz-nos que o caminho para a liberta√ß√£o n√£o √© um desejo f√°cil e rom√Ęntico, mas um projecto pr√°tico e complicado que exige reflex√£o e planeamento adequado.

Por vezes, é absolutamente necessário que o líder actue independentemente, sem consultar ninguém, e apresente aquilo que fez à organização.

Há dias felizes em que rio sozinho ao pensar nas oportunidades que tive e também nos momentos de prazer.

O caminho de quem prega o amor e não o ódio não é fácil. Eles têm muitas vezes de usar uma coroa de espinhos.

Perigos e dificuldade não nos travaram no passado e não nos assustarão agora, mas devemos preparar-nos para eles, como homens determinados quanto ao que pretendem e que não perdem tempo com conversas vãs e inacção.

Interroguei-me muitas vezes se uma pessoa tem justificação para negligenciar a sua própria família para lutar por oportunidades para os outros.