A Natureza Subjectiva do Tempo

O tempo, tal como o espaƧo, Ć© uma forma pura da intuiĆ§Ć£o ou percepĆ§Ć£o sensĆ­vel. Ɖ a condiĆ§Ć£o de toda a percepĆ§Ć£o activa imediata, e tambĆ©m de tudo o que Ć© percepcionado, isto Ć©, de toda a experiĆŖncia e de tudo o que Ć© experimentado. A natureza Ć© feita de tempo e de espaƧo, e Ć© um processo. Quando salientamos o seu aspecto espacial, estamos conscientes da sua natureza objectiva; quando salientamos o seu aspecto temporal, tornamo-nos conscientes da sua natureza subjectiva. Tal como a percepcionamos, a natureza Ć© um processo de devir infindĆ”vel e contĆ­nuo. As coisas chegam e partem no tempo, mas sĆ£o tambĆ©m temporais – o tempo Ć© o seu modo de existĆŖncia.