Passagens de Georges Bernanos

44 resultados
Frases, pensamentos e outras passagens de Georges Bernanos para ler e compartilhar. Os melhores escritores estão em Poetris.

O espetáculo da injustiça acabrunha-me, mas isso deve-se provavelmente ao fato de ela despertar em mim a consciência dos atos de injustiça de que sou capaz.

O inferno é não se amar mais. Enquanto estamos vivos, podemos nos iludir, acreditar que amamos por nossas próprias forças, que amamos sem Deus. Mas nos assemelhamos aos loucos, que estendem os braços para o reflexo da lua na água…

Não há incidente, por menor que seja, em que não se inscreva a vontade de Deus, como a imensidão do mar numa gota d’água.

Morro em cada noite para ressuscitar em cada manhã. (…) Cada noite em que se entra é aquela da Santíssima Agonia…

Para encontrar a esperança é necessário ir além do desespero. Quando chegamos ao fim da noite, encontramos a aurora.

O espectáculo da injustiça acabrunha-me, mas isso deve-se provavelmente ao facto de ela despertar em mim a consciência dos actos de injustiça de que sou capaz.

A vida ensinou-me que ninguém é consolado, sem que tenha primeiro consolado outros; que nada recebemos, sem que primeiro tenhamos dado.

As razões da honra não têm coerência. Mas os povos não podem prescindir da honra, pagaremos caro termos acreditado em nós em vez de nela.

Tão frequentemente o intelectual é um imbecil que o deveríamos sempre tomar como tal, até que nos tenha provado o contrário.

Os verdadeiros inimigos da sociedade não são os que ela explora ou tiraniza, são os que ela humilha. É por esta razão que os partidos revolucionários contam entre si um grande número de licenciados sem emprego.