Frases sobre Homens de Albert Einstein

46 resultados
Frases de homens de Albert Einstein. As mais belas frases e mensagens de Albert Einstein para ler e compartilhar.

O meu ideal político é a democracia, para que todo o homem seja respeitado como indivíduo e nenhum venerado.

A fama é para os homens como os cabelos Рcresce depois da morte, quando já lhe é de pouca serventia.

O homem erudito é um descobridor de factos que já existem Рmas o homem sábio é um criador de valores que não existem e que ele faz existir.

Os computadores são incrivelmente rápidos, precisos e burros; os homens são incrivelmente lentos, imprecisos e brilhantes; juntos, seus poderes ultrapassam os limites da imaginação.

Sei que este c√Ęncer de h√° muito deveria ter sido extirpado. Mas o bom senso dos homens √© sistematicamente corrompido. E os culpados s√£o: escola, imprensa, mundo dos neg√≥cios, mundo pol√≠tico.

O esforço pelo conhecimento é um daqueles objectivos independentes, sem os quais uma afirmação consciente da vida me parece impossível ao homem de pensamento.

O valor do homem é determinado, em primeira linha, pelo grau e pelo sentido em que se libertou do seu ego.

O homem de 67 anos de hoje não é de maneira alguma o mesmo que era o de 50, 30 ou 20 anos. Qualquer reminiscência é colorida pelo ser de hoje e, logo, vista sob um ponto de vista enganador.

O essencial da identidade de um homem do meu g√©nero reside precisamente no ¬ęque¬Ľ ele pensa e no ¬ęcomo¬Ľ pensa, n√£o no que faz ou sofre.

O comportamento ético do homem deve basear-se eficazmente na compaixão, na educação e nos laços sociais, e não necessita de base religiosa. Triste seria a condição humana se os homens precisassem de ser refreados pelo temor do castigo ou pela esperança da recompensa depois da morte.

Toda a coexist√™ncia pac√≠fica dos homens se baseia, em primeiro lugar, na m√ļtua confian√ßa, e s√≥ em segundo lugar em institui√ß√Ķes tais como tribunais e pol√≠cia; isto vale para as na√ß√Ķes tanto como para os indiv√≠duos isoladamente. A confian√ßa, por√©m, baseia-se numa rela√ß√£o leal do ¬ęgive and take¬Ľ isto √©, ¬ędar e receber¬Ľ.

O homem que acha a própria vida sem sentido não é apenas um infeliz, mas é quase indigno de viver.

N√£o basta ensinar ao homem uma especialidade, porque se tornar√° assim uma m√°quina utiliz√°vel e n√£o uma personalidade. √Č necess√°rio que adquira um sentimento, um senso pr√°tico daquilo que vale a pena ser empreendido, daquilo que √© belo, do que √© moralmente correto.