Passagens de John Stuart Mill

33 resultados
Frases, pensamentos e outras passagens de John Stuart Mill para ler e compartilhar. Os melhores escritores est√£o em Poetris.

Todas as tend√™ncias ego√≠stas que h√° nos homens, o culto de si pr√≥prios e o desprezo pelos outros, t√™m origem na organiza√ß√£o actual das rela√ß√Ķes entre os homens e as mulheres.

Um conservador não é necessariamente parco de inteligência, mas a maioria das pessoas pouco inteligentes são conservadoras.

Ainda que as circunst√Ęncias influam muito sobre o nosso car√°cter, a vontade pode modificar as circunst√Ęncias em nosso favor.

√Č prefer√≠vel ser um homem insatisfeito do que um porco satisfeito; √© prefer√≠vel ser S√≥crates insatisfeito do que um imbecil satisfeito.

Aparentemente, uma pessoa pode progredir durante um certo tempo e ent√£o parar. Quando ela p√°ra? Quando deixa de ter individualidade.

Se toda a humanidade menos um fosse da mesma opinião, e apenas um indivíduo fosse de opinião contrária, a humanidade não teria maior direito de silenciar essa pessoa do que esta o teria, se pudesse, de silenciar a humanidade.

As a√ß√Ķes s√£o corretas na medida em que tendem a promover a felicidade, erradas na medida em que tendem a promover o reverso da felicidade.

Conservadores n√£o s√£o necessariamente est√ļpidos, mas a maioria das pessoas est√ļpidas s√£o conservadoras.

Uma Vida Feliz

Uma condi√ß√£o de exaltado prazer somente se mant√©m por momentos ou, em alguns casos, e com algumas interrup√ß√Ķes, por horas ou dias. Ela √© o brilhante clar√£o ocasional da alegria, e n√£o a sua chama firme e constante. Disso sempre estiveram t√£o cientes os fil√≥sofos que ensinaram ser a felicidade a finalidade da vida como aqueles que a eles se opuseram. A felicidade que concebiam n√£o era a do arrebatamento, mas de momentos assim em meio a uma exist√™ncia constitu√≠da de poucas e transit√≥rias dores, muitos e variados prazeres, com um predom√≠nio decidido do componente activo sobre o passivo, e tendo como fundamento do todo n√£o esperar da vida mais do que ela √© capaz de oferecer. Uma vida assim constitu√≠da, para aqueles que tiveram a boa fortuna de obt√™-la, sempre pareceu merecedora da designa√ß√£o de feliz. E uma exist√™ncia assim √©, mesmo hoje em dia, o destino de muitos durante uma parte consider√°vel de suas vidas. A educa√ß√£o falida e os arranjos sociais falidos s√£o os √ļnicos obst√°culos reais que impedem que isso esteja ao alcance de quase todos.

Quem deixa que o mundo, ou uma porção deste, escolha seu plano de vida não tem necessidade senão da faculdade de imitação dos símios.

A disciplina √© mais forte do que o n√ļmero; a disciplina, isto √©, a perfeita coopera√ß√£o, √© um atributo da civiliza√ß√£o.