Frases de Masaharu Taniguchi

827 resultados
Frases de Masaharu Taniguchi. Conheça este e outros autores famosos em Poetris.

Carlyle disse: ‘Na fisionomia das pessoas que conhecem um mundo mais elevado, vejo o resplendor; e em seus olhos vejo a luz’. Se queremos dominar nosso próprio mundo mental e tomar nossa fisionomia e nossos olhos radiantes, plenos de paz e felicidade, precisamos conquistar esse ‘mundo mais elevado’ e nele buscar a Vida infinita, a sabedoria infinita e o amor infinito. Quando nos unimos a esse mundo elevado – a fonte da Vida infinita, o manancial da sabedoria infinita, o rio do amor infinito – subitamente passam a fluir em abundância, de dentro de nós, a Vida infinita, a sabedoria infinita e o amor infinito.

Toda pessoa possuidora de algum mérito tem consciência de que em seu interior existe uma força que não pára de incitá-la ao progresso infinito.

Abandonar o ‘velho eu’ é uma tarefa impreterível. A vida não será verdadeira enquanto não houver a substituição dos valores materiais pelos espirituais.

Entre os que ocupam posições elevadas neste mundo, muitos estão destruindo o maior tesouro que existe e pouco se importam com isso. Para eles, poder se impor com arrogância sem que ninguém se rebele, constitui uma tentação. Não percebem que o bom sentimento é o supremo tesouro dentre todos os tesouros.

Quem não aproveita bem o tempo vive em vão. Se não queres passar a vida em vão, aprende a usar proveitosamente o tempo. Quem usa proveitosamente o tempo sempre acaba exteriorizando seus talentos inatos e descobre grandes tesouros nesta vida.

O ‘amor do céu’ é vertical e o ‘amor da terra’ é horizontal. O vertical ( l ) e o horizontal (-) formam uma cruz (+). Esta simboliza a união do fogo (ka) e da água (mi). O Fogo é vertical e a água horizontal. Ka-mi (fogo e água, ou seja, a união dos princípios positivo e negativo) é Kami (Deus em japonês), o Criador de todos os seres.

Quem tem a mente alegre não precisa recorrer especialmente ao método de sorrir diante de um espelho. Basta contemplar a própria alegria interior. Assim, finalmente conseguirá ver com os olhos da mente a sua própria imagem plena de luz. Este é o estado espiritual mais elevado.

‘Se tiveres de censurar alguém, fala-lhe diretamente’ – este é um antigo ensinamento. ‘Mesmo que alguém tenha vários pontos passíveis de crítica, descobre nele os louváveis e elogia-o’ – este é o ensinamento da Seicho-No-Ie.

As necessidades nos permitem vencer milagrosamente até os adversários considerados invencíveis. A necessidade é a força que cura até os doentes em estado grave.

Feliz é aquele que se apóia em seu Deus interior. Não teme antecipadamente nem se aflige com o que poderá ocorrer no futuro. Deus interior é a Imagem Verdadeira.

Respeita mais a Vida dos deficientes físicos e portadores de doenças incuráveis. Essas Vidas, por serem ‘exímios cavaleiros’, estão conduzindo especialmente os corpos difíceis de conduzir. Não desprezes os deficientes físicos e portadores de doenças incuráveis. Até mesmo a compaixão é uma ofensa a suas Vidas, que são ‘exímios cavaleiros’. Admira e louva a comovente beleza dessas Vidas.

Vivifica o próximo e serás vivificado – esta é uma lei da mente. Porém, há os que, tentando salvar um náufrago acabam se afogando. Isso ocorre porque estão dominados pela idéia materialista de que ‘o homem está sujeito ao afogamento’. É porque não manifestam a Sabedoria da Imagem Verdadeira. Mesmo que tenha amor, aquele que não tem sabedoria perece.

Para eliminar a desarmonia do lar é preciso que o marido, a mulher, os pais, os filhos, a sogra, a nora, etc. se coloquem um no lugar do outro. O marido deve pensar: ‘Colocando-me no lugar de minha mulher, percebo quão desastrado tenho sido como marido. Perdoe-me, querida’. A mulher deve pensar: ‘ Colocando-me no lugar de meu marido, percebo o quanto tenho sido incompetente como esposa. Perdão, querido’. Deste modo, cada um deve abrir o coração e pedir perdão. O ser humano não perde a dignidade só porque pediu perdão. Se alguém se sente diminuído quando pede perdão é porque não conhece a Verdade. Pedir perdão significa anular o ‘falso eu’ e fazer renascer o ‘Eu verdadeiro’ (filho de Deus). Nesse momento, a pessoa se torna verdadeiramente forte.

Assim como o ouriço serve de proteção para a castanha na fase de crescimento, a formalidade serve de proteção para a natureza divina que ainda não se desenvolveu suficientemente. Também quando os jovens se casam, é melhor respeitarem as formalidades, a fim de desenvolver a natureza divina. É óbvio que o amor livre que repudia a proteção das formalidades não dê bom resultado.

Mesmo que transforme o mundo exterior, o ser humano não será feliz se não mudar a sua mente. A felicidade está na mente do próprio ser humano. Mentalizando a felicidade, ocorre a vibração mental de felicidade; ocorrendo a vibração mental de felicidade, estabelece-se a sintonia com as vibrações de felicidade do mundo e concretiza-se uma vida feliz.