Passagens de Masaharu Taniguchi

827 resultados
Frases, pensamentos e outras passagens de Masaharu Taniguchi para ler e compartilhar. Os melhores escritores estão em Poetris.

Mesmo que alguém à beira da morte suplique ‘Salvai-me, Senhor, e Vos pagarei a quantia que for necessária’, Deus não poderá atender tal pedido, pois Ele não Se move por dinheiro. Mas, quando a mente da pessoa desperta para a Verdade, a salvação de Deus é uma consequência natural.

A vida tem preço fixo; não se pode negociá-la nem pechinchá-la. A vida nos oferece somente aquilo que nossa mente merece.

O ‘Eu verdadeiro’ não cai em ilusão. Não existe algo que se chama ‘ilusão’, tampouco ‘eu iludido’.

A pessoa que julgas ser teu oponente, na verdade está contribuindo para teu aprimoramento. Vê como funcionam as rodas de uma engrenagem girando em sentido contrário uma faz movimentar a outra. Tu e teu oponente sois rodas da mesma engrenagem.

Aquele que é incapaz de crer que ele próprio é filho de Deus, também não será capaz de crer que os outros são filhos de Deus. Aquele que prega sermões, dizendo: ‘Pecador, acabarás no inferno!’, acabará ele próprio no inferno.

Aquele que continua preso ao carma apesar de conhecer a lei do carma, alcançou apenas o despertar parcial, e não o despertar verdadeiro. O despertar verdadeiro é aquele em que a pessoa, conhecendo a lei do carma, consegue contemplar a Imagem Verdadeira que transcende o carma. O despertar parcial é aquele em que a pessoa, conhecendo a lei do carma, tenta pesquisá-lo e acaba mergulhando ainda mais no próprio carma.

Observando os que prosperam e os que fracassam, notamos claramente que os primeiros fazem tudo de modo a contentar os outros, enquanto os segundos decepcionam os outros em tudo que fazem.

Se és portador de defeito físico ou doença incurável, suporta os sofrimentos. Não invejes aquele que possui um bom cavalo (corpo). Não amaldiçoes o próximo. Tem orgulho de estares montando especialmente um cavalo (corpo) débil, pois tua Vida é um cavaleiro exímio. Não fraquejes. Não humilhes tua própria Vida, que é um exímio cavaleiro.

A verdadeira base da felicidade não é a obtenção de bens materiais, mas sim o amor que beneficia a humanidade.

Os pensamentos e os sentimentos que passam pela nossa mente espalham-se por todo o Universo como as ondas de rádio. Mesmo que os disfarcemos com nossa fisionomia ou os controlemos com nossa força de vontade, eles voam como sementes transportadas pelo vento e germinam em algum lugar.

‘Ilusão, tu não existe! Tu não existe! Admite tua inexistência e desaparece!’ – estas são as palavras que devem ser dirigidas à ilusão. ‘Homem, Imagem Verdadeira, eternamente perfeito, somente tu és existência verdadeira’ – estas são as palavras que devem ser dirigidas ao ‘Eu verdadeiro’.

Se um indivíduo recebe, por exemplo, 100 moedas e executa apenas um trabalho correspondente a 100 moedas, não há porquê receber aumento. Realizando um trabalho que vale 120 moedas é que ele terá sua capacidade reconhecida, e seu ganho será aumentado para 120 moedas. Aquele que vai baixando a qualidade do seu trabalho acaba sendo dispensado.

Deves pensar: ‘Tudo é bem-vindo. Aceito tudo, até as coisas ruins, pois posso transformá-las em ‘nutrientes’ para meu crescimento. Sofrimento, infelicidade, tudo enfim é bom para o homem’. Quando conseguires pensar assim, notarás com surpresa que já não existem para ti nem sofrimento nem infelicidade.

Permite a ti trabalhar simplesmente, sem visar interesse algum. Não é por interesse que as árvores crescem; elas crescem simplesmente porque a natureza de sua Vida consiste em crescer. Da mesma forma, o ser humano trabalha porque a natureza da Vida humana consiste em trabalhar.

Observando os doentes, noto que quase todos pretendem acreditar em Deus se forem curados. Mas eles estão invertendo a ordem: serão curados se acreditarem em Deus. Acreditar em Deus significa sintonizar o ‘radiorreceptor mental’ com Deus. Se não sintonizarmos o rádio com a emissora, não poderemos ouvir suas transmissões. Quem diz que não é imagem feita de matéria, nem espírito que possui apegos. Deus verdadeiro é único, é nosso criador e salvador. E para nos comunicarmos com Deus, devemos ajustar nosso ‘receptor mental’ à mesma frequência dEle.

Os religiosos usam frequentemente a palavra ‘entrega’. Mas existem dois tipos de entrega: O indivíduo pode entregar-se à ilusão e mergulhar no mundo das trevas, ou entregar-se a Deus e emergir no mundo da Luz. Antes de mais nada, devemos volver nossa mente para Deus.

Os descontentamentos surgem quando a mente fica obcecada por uma única coisa e não consegue enxergar as dádivas recebidas. O sofrimento está na mente e não na matéria. Liberta-te da obsessão e volve os olhos para as demais coisas. Verás que estás cercado de inúmeras dádivas.

A riqueza em si não é limpa nem suja. Ela torna-se limpa quando empregada para fins nobres, e torna-se maculada quando empregada unicamente para aumentar a fortuna e a reputação próprias.