Frases sobre Pessoas de Franz Kafka

16 resultados
Frases de pessoas de Franz Kafka. As mais belas frases e mensagens de Franz Kafka para ler e compartilhar.

Os contras de se viver com outras pessoas. Imposto pela distância, pela compaixão, piedade, prazer, cobardia, vaidade e só muito no fundo, talvez, uma ténue corrente digna da desginação de amor, impossível de procurar, brilhando uma vez num momento do momento.

Mesmo que não se tenha a mais pequena sensibilidade às diferenças individuais, a pessoa contudo trata os outros com a sua maneira própria.

A unidade da humanidade, de quando em quando posta em dúvida, mesmo se apenas emocionalmente, por toda a gente, até pelas pessoas mais fáceis e adaptadas, por outro lado também se revela a toda a gente, ou parece revelar-se, na harmonia total que se pode sempre descobrir entre o desenvolvimento do conjunto da humanidade e o do indivíduo, até nos sentimentos mais secretos do indivíduo.

Só em tais extremos é que nos apercebemos de como toda a gente está perdida em si própria para lá da esperança da salvação, e a única consolação é ver outras pessoas e a lei que as governa a elas e a tudo.

A loucura em que tenho andado com raparigas apesar de todas as minhas dores de cabeça, insónias, cabelo grisalho, desespero. Vou contá-las: pelo menos seis desde o Verão. Não consigo resistir, se não cedo fico literalmente com a língua de fora, e admiro todas as que são admiráveis, e amo-as até acabar a admiração. Perante as seis a culpa que sinto é quase só interior, embora uma das seis se tivesse queixado de mim a uma pessoa.

Este dever inevitável de me observar a mim mesmo: se outra pessoa me estiver a observar, é natural que eu também tenha de me observar; se ninguém o faz, observo-me ainda mais de perto.

A maneira boa, forte, com que o judaísmo separa as coisas. Há lá lugar para uma pessoa. A pessoa vê-se melhor, a pessoa julga-se melhor.

A observação de ontem. A situação que mais se coaduna comigo: ouvir a conversa de duas pessoas que estão a discutir um assunto que as toca profundamente enquanto eu tenho apenas um interesse muito remoto no assunto, que além disso é completamente altruísta.

Chama-se conversa se a outra pessoa está silenciosa e, para ajudar a parecer uma conversa, a outra tenta substituí-la e por isso imitá-la e por isso parodiá-la e assim parodiar-se a si próprio?

Como eu caminho calmamente enquanto a minha cabeça palpita e um ramo que oscila levemente por sobre a minha cabeça me causa o maior dos desconfortos. Tenho dentro de mim a calma, a segurança, como as outras pessoas, mas de qualquer maneira estão invertidas.

O efeito de um rosto pacífico, de um discurso calmo, especialmente quando realizado por uma pessoa desconhecida que ainda não observámos. A voz de Deus vinda de uma boca humana.

A maior parte dos cães ladra sem razão, mesmo se alguém estiver a passar ao longe; mas alguns, talvez não os melhores cães de guarda, mas criaturas racionais, vão calmamente ter com uma pessoa desconhecida, cheiram-na e só ladram se o cheiro é suspeito.

Donde esta confiança súbita? Se ao menos ela ficasse! Se eu pudesse entrar e sair em cada porta assim, uma pessoa razoavelmente erecta. Só que não sei se quero.

Existem no mesmo ser humano conhecimentos que, a despeito da completa diferença entre eles, têm o mesmo objecto, de tal forma que só é possível concluir que há várias pessoas diferentes no mesmo ser humano.

Estou cansado, tenho de tentar descansar e dormir, senão estou perdido em todos os aspectos. Que esforço manter-se uma pessoa viva. Erguer um monumento não exige que se gaste tanta força.

Não se pode pagar o mal às prestações – e, no entanto, as pessoas tentam isso sem parar. Seria concebível que Alexandre, o Grande, a despeito dos êxitos guerreiros da sua juventude, do excelente exército que formou, das forças que sentia dentro de si para mudar o mundo, tivesse estacado às margens do Helesponto e jamais o tivesse atravessado, na verdade não por medo, indecisão ou falta de energia, mas por causa da força da gravidade.