Passagens de Plutarco

61 resultados
Frases, pensamentos e outras passagens de Plutarco para ler e compartilhar. Os melhores escritores est√£o em Poetris.

Todos os homens enquanto estão acordados estão num mundo comum: mas cada um deles, quando esta dormindo, está em em um mundo próprio.

A reputação é como fogo: uma vez aceso, conserva-se bem; mas se apaga, é difícil acendê-lo.

As dores grandes duram pouco, aquelas que duram de facto n√£o s√£o grandes.

A sensatez, pelo que respeita aos bens da fortuna, explica-se de quatro modos: em adquiri-los, em consider√°-los, em aument√°-los e deles usar convenientemente.

Suportar a Adversidade

Das ocorr√™ncias indesejadas, falando de maneira gen√©rica, algumas acarretam naturalmente dor e vexa√ß√£o, mas, na maior parte dos casos, √© falsa a no√ß√£o que nos habituou a nos enfadarmos com elas. Como espec√≠fico contra este tipo de ocorr√™ncia, √© conveniente ter √† m√£o um dito de Menandro: ¬ęNada te aconteceu de facto enquanto n√£o te importares muito com o ocorrido¬Ľ. Isso quer dizer que n√£o h√° motivo para o teu corpo e a tua alma se mostrarem afectados se, por exemplo, o teu pai √© de baixa extrac√ß√£o, a tua mulher cometeu adult√©rio, tu mesmo te viste privado de alguma coroa honor√≠fica ou privil√©gio especial, pois nada disso te impede de prosperar de corpo ou alma.
Para a primeira categoria – doen√ßas, priva√ß√Ķes, a morte de amigos ou filhos -, que parece acarretar naturalmente dor e vexa√ß√£o, esta linha de Eur√≠pedes deve estar √† m√£o: “Ai! por que ai? √Č o quinh√£o da mortalidade que nos coube”. Nenhum outro argumento l√≥gico pode romper de forma t√£o efectiva a espiral descendente das nossas emo√ß√Ķes, do que a reflex√£o de que somente atrav√©s da compuls√£o comum da Natureza, um dos elementos da sua constitui√ß√£o f√≠sica, √© que o homem se torna vulner√°vel √† Fortuna;

Continue lendo…

A perseverança é mais eficaz do que a violência, e muitas coisas que, quando reunidas, são invencíveis, cedem a quem as enfrenta um pouco de cada vez.

Nada é tão flexível como a língua da mulher, nada é tão pérfido como os seus remorsos, nada é mais terrível do que a sua maldade, nada é mais sensível do que as suas lágrimas.

A justi√ßa √© t√£o poderosa e necess√°ria no mundo, que o pr√≥prio J√ļpiter n√£o tem direito de ser justo, uma vez estabelecidas as leis do universo.

A ciência mais necessária àquele que deseja governar com sabedoria, é a de tornar os homens capazes de ser bem governados.