CitaĆ§Ć£o de

O Condenado

Folga a justiƧa e geme a natureza – Bocage

Alma feita somente de granito,
Condenada a sofrer cruel tortura
Pela rua sombria d’amargura
– Ei-lo que passa – rĆ©probo maldito.

Olhar ao chĆ£o cravado e sempre fito,
Parece contemplar a sepultura
Das suas ilusƵes que a desventura
Desfez em pĆ³ no hĆ³rrido delito.

E, Ć  cruz da expiaĆ§Ć£o subindo mudo,
A vida a lhe fugir jĆ” sente prestes
Quando ao golpe do algoz, calou-se tudo.

O mundo Ć© um sepulcro de tristeza,
Ali, por entre matas de ciprestes,
Folga a justiƧa e geme a natureza.