Cita√ß√Ķes sobre Reciprocidade

10 resultados
Frases sobre reciprocidade, poemas sobre reciprocidade e outras cita√ß√Ķes sobre reciprocidade para ler e compartilhar. Leia as melhores cita√ß√Ķes em Poetris.

A essência das coisas não está na filosofia, nem na política, nem em qualquer função intelectual. Está na reciprocidade do inconsciente que não encadeia só o que é humano, mas até o que é apenas vegetal ou inerte.

N√£o h√° nada mais gratificante do que o afecto correspondido, nada mais perfeito do que a reciprocidade de gostos e a troca de aten√ß√Ķes.

Ser Amado

Às vezes, é preciso conseguirmos o que não se consegue: parar de amar por um momento, para se ser amado por quem se ama.
Seria bom podermos parar para nos sentirmos amados sem ser de volta, na confusão de duas pessoas a amarem-se. Se não amássemos quem amássemos, talvez pudéssemos receber o amor dela e saber como era.
Mas n√£o √© prov√°vel. Se n√£o a am√°ssemos, n√£o querer√≠amos saber. Ser amado seria um pedido, uma intromiss√£o, um desconforto √† espera de uma resposta nossa, de uma desilus√£o, de uma insensibilidade √†quele amor que n√£o queremos para nada, que nos apanhou e embara√ßa. Se calhar, na vida e na morte de quem ama e quem se ama, s√≥ se sente o n√£o ser amado e o j√° n√£o ser amado e, quando muito, o j√° ter sido amado. A aus√™ncia e a tristeza, por muito grandes que sejam, n√£o s√£o t√£o grandes como a presen√ßa, a alegria e a ang√ļstia do amor vivo, que ocupa os corpos todos e as almas todas.
√Č pena que enquanto se √© amado por algu√©m nunca pare√ßa que se √©. Amado, de certeza, incondicionalmente, como √© amado – tamb√©m sem saber –

Continue lendo…

N√≥s pensamos que vivemos em uma sociedade heterossexual porque a maioria dos homens est√° fixada nas mulheres como objetos sexuais; mas, de fato, n√≥s vivemos em uma sociedade homossexual porque todas as transa√ß√Ķes cr√≠veis de poder, autoridade, e autenticidade realizam-se entre homens; todas as transa√ß√Ķes baseadas em igualdade e individualidade realizam-se entre homens. Homens s√£o reais; portanto, todo relacionamento real acontece entre homens; toda comunica√ß√£o real acontece entre homens; toda reciprocidade real acontece entre homens; toda mutualidade real acontece entre homens.

Estudo, Criatividade, e Sabedoria Humilde

Descobrir√°s que n√£o √©s a primeira pessoa a quem o comportamento humano alguma vez perturbou, assustou ou mesmo enojou. N√£o est√°s de modo nenhum sozinho nesse ponto, e isso deve servir-te de incitamento e de est√≠mulo. Muitos, muitos homens se sentiram t√£o perturbados, moralmente e espiritualmente, como tu est√°s agora. Felizmente, alguns deles deixaram mem√≥rias dessa perturba√ß√£o. H√°s-de aprender com eles… se quiseres aprender. Tal como um dia, se tiveres alguma coisa para dar, algu√©m h√°-de aprender contigo. √Č um belo tratado de reciprocidade. E isto n√£o √© instru√ß√£o. √Č hist√≥ria. √Č poesia.
(…) N√£o estou a tentar dizer-te que s√≥ os homens instru√≠dos e com estudos est√£o preparados para dar alguma coisa ao mundo. N√£o √© verdade. Mas afirmo que os homens instru√≠dos e com estudos, se, para come√ßar, forem inteligentes e criativos, o que infelizmente, raramente acontece, tendem a deixar atr√°s deles mem√≥rias mais valiosas do que os homens simplesmente brilhantes e criativos. Tendem a exprimir-se mais claramente, e normalmente t√™m a paix√£o de seguir os seus pr√≥prios pensamentos at√© ao fim. E, o que √© mais importante, nove em cada dez vezes s√£o mais humildes do que os pensadores sem estudos.

J.D.

Respeitar n√£o sup√Ķe reciprocidade, pois cada ato remete apenas para o seu autor e protagonista… respeitar para ser respeitado √© um jogo de quem n√£o compreende que o valor dos atos n√£o depende da rea√ß√£o que eles t√™m neste mundo.

O Amor n√£o Acontece. Decide-se.

H√° quem julgue que o amor √© alheio √† vontade humana, algo superior que elege, embala e conduz‚Ķ e que quase nada se pode fazer perante tamanha for√ßa. Isso √© uma mera paix√£o no seu sentido menos nobre. E, nesse caso, sim, o amor acontece… Ao contr√°rio, amar √© estar acima das paix√Ķes e dos apetites. Mesmo quando o amor nasce de uma espontaneidade, resulta de um claro discernimento.

O amor decorre de uma decisão. De um compromisso. Constrói-se de forma consciente. Através do heroísmo de alguém livre que decide ser o que poucos ousam. Escolhe para fim de si mesmo ser o meio para a felicidade daquele a quem ama. Sim, decide-se amar e, sim, decide-se a quem amar.

O amor aut√™ntico √© raro e extraordin√°rio, embora o seu nome sirva para quase tudo… a maior parte das vezes designa ego√≠smos entrela√ßados, cada vez mais comuns. S√£o poucos os que se aventuram, os que arriscam tudo, os que se disp√Ķem a amar mesmo quando sabem que poucos sequer perceber√£o o que fazem, o seu porqu√™ e o para qu√™.
O amor n√£o sup√Ķe reciprocidade. Amar √© dar-se por completo e aceitar tudo… n√£o se contabilizam ganhos e perdas,

Continue lendo…

O amor n√£o sup√Ķe reciprocidade. Amar √© dar-se por completo e aceitar tudo… n√£o se contabilizam ganhos e perdas, porque o seu maior ganho √© esse mesmo: perder-se. Entregar o corpo e o esp√≠rito, o passado e o futuro, a raz√£o e o cora√ß√£o… n√£o √© ser metade de qualquer coisa, √© dar-se inteiro em troca de nada.

Há uma espécie de reciprocidade entre a necessidade e o objecto que a satisfará. Não penso em beber; mas este copo ao meu alcance dá-me sede. Tenho sede e imagino o copo de água delicioso.