Cita├ž├úo de

Nada nos Faz Acreditar Mais do que o Medo

Nada nos faz acreditar mais do que o medo, a certeza de estarmos amea├žados. Quando nos sentimos v├ştimas, todas as nossas ac├ž├Áes e cren├žas s├úo legitimadas, por mais question├íveis que sejam. Os nossos opositores, ou simplesmente os nossos vizinhos, deixam de estar ao nosso n├şvel e transformam-se em inimigos. Deixamos de ser agressores para nos convertermos em defensores. A inveja, a cobi├ža ou o ressentimento que nos movem ficam santificados, porque pensamos que agimos em defesa pr├│pria. O mal, a amea├ža, est├í sempre no outro. O primeiro passo para acreditar apaixonadamente ├ę o medo. O medo de perdermos a nossa identidade, a nossa vida, a nossa condi├ž├úo ou as nossas cren├žas. O medo ├ę a p├│lvora e o ├│dio o rastilho. O dogma, em ├║ltima inst├óncia, ├ę apenas um f├│sforo aceso.