Frases sobre Leito

15 resultados
Frases de leito escritos por poetas consagrados, filósofos e outros autores famosos. Conheça estes e outros temas em Poetris.

Surgem assim teus divinos
membros do leito onde jazias adoentada,
e em ti a beleza revive:
áurea beleza, que é o único conforto dos homens
destinados a errar entre paixões e vãs esperanças.

Sempre me surpreendi um pouco com a paixão que as mulheres têm por se comportar de maneira tão perfeita no leito de morte daqueles que amam. Às vezes parece que lamentam a longevidade que adia sua oportunidade de representar uma cena tão comovente.

Amo-te como o vinho e como o sono, Tu és meu copo e amoroso leito… Mas teu néctar de amor jamais se esgota, Travesseiro não há como teu peito.

Oh, espíritos errantes, se vós realmente caminhais sem repousardes em vossos estreitos leitos, permiti-me esta pequena felicidade ou levai-me; como vosso companheiro, para longe das alegrias da vida.

Em latim, adultério que dizer alteração, adulteração, colocar uma coisa em lugar de outra, crime de falsidade, uso de chaves falsas, contrato falso. Daí o nome adultério dado a quem profana o leito conjugal, como chave falsa introduzida em fechadura alheia.

Em leito de penas
não se alcança a fama nem sobre as cobertas;
Quem a vida consome sem a fama,
não deixa de si nenhum vestígio sobre a terra,
qual fumo no ar e espuma na água.

Não houve conversão no leito de morte, disse Druyan. Nenhum apelo a Deus, nenhuma esperança sobre uma vida pós-morte, nenhuma pretensão que ele e eu, que fomos inseparáveis por vinte anos, não estávamos dizendo adeus para sempre.

Ao contrário das fantasias dos fundamentalistas, não houve conversão no leito de morte, nenhum refúgio de última hora numa visão consoladora do céu ou uma vida após a morte. Para Carl, o que mais importava era a verdade, e não apenas aquilo que poderia fazer com que nos sentíssemos melhor. Mesmo nessa hora, quando qualquer um seria perdoado por se afastar da realidade de nossa situação, Carl foi inabalável.

A miséria procede do homem e das coisas. Deitai um doente num leito de ouro ou de madeira, e a sua doença segui-lo-á do mesmo modo.

Não considero ajuizado o homem que, no leito da agonia, maldiz cobardemente da sua sorte. De um mal faz dois: tortura-se e nem por isso deixa de morrer.