Cita√ß√Ķes sobre Arte

1054 resultados
Frases sobre arte, poemas sobre arte e outras cita√ß√Ķes sobre arte para ler e compartilhar. Leia as melhores cita√ß√Ķes em Poetris.

Auto-Retrato

Poeta é certo mas de cetineta
fulgurante de mais para alguns olhos
bom artes√£o na arte da proveta
narciso de lombardas e repolhos.

Cozido à portuguesa mais as carnes
suculentas da auto-import√Ęncia
com toicinho e talento ambas partes
do meu caldo entornado na inf√Ęncia.

Nos olhos uma folha de hortel√£
que é verde como a esperança que amanhã
amanheça de vez a desventura.

Poeta de combate disparate
palavr√£o de mach√£o no escaparate
porém morrendo aos poucos de ternura.

O Azar

Com peso tal, n√£o me ajeito;
Dá-me, Sísifo, vigor!
Embora eu tenha valor,
A Arte é larga e o Tempo Estreito.

Longe dos mortos lembrados,
A um obscuro cemitério,
Minh’alma , tambor fun√©reo,
Vai rufar trechos magoados.

‚ÄĒ H√° muitas j√≥ias ocultas
Na terra fria, sepulturas
Onde n√£o chega o alvi√£o;

Muita flor exala a medo
Seus perfumes no degredo
Da profunda solid√£o

Tradução de Delfim Guimarães

XXXV

Aquele, que enfermou de desgraçado,
N√£o espere encontrar ventura alguma:
Que o Céu ninguém consente, que presuma,
Que possa dominar seu duro fado.

Por mais, que gire o espírito cansado
Atr√°s de algum prazer, por mais em suma,
Que porfie, trabalhe, e se consuma,
Mudança não verá do triste estado.

N√£o basta algum valor, arte, ou engenho
A suspender o ardor, com que se move
A infausta roda do fatal despenho:

E bem que o peito humano as forças prove,
Que h√° de fazer o temer√°rio empenho,
Onde o raio é do Céu, a mão de Jove.

Humorismo √© a arte de fazer c√≥cegas no racioc√≠nio dos outros. H√° duas esp√©cies de humorismo: o tr√°gico e o c√īmico. O tr√°gico √© o que n√£o consegue fazer rir; o c√īmico √© o que √© verdadeiramente tr√°gico para se fazer.

A arte serve a beleza, e a beleza √© a felicidade de possuir uma forma, e a forma √© a chave org√Ęnica da exist√™ncia; tudo o que vive deve possuir uma forma para poder existir, e, portanto, a arte, mesmo a tr√°gica, conta a felicidade da exist√™ncia.

O valor essencial da arte est√° em ela ser o ind√≠cio da passagem do homem no mundo, o resumo da sua experi√™ncia emotiva dele; e, como √© pela emo√ß√£o, e pelo pensamento que a emo√ß√£o provoca, que o homem mais realmente vive na terra, a sua verdadeira experi√™ncia regista-a ele nos fastos das suas emo√ß√Ķes e n√£o na cr√≥nica do seu pensamento cient√≠fico, ou nas hist√≥rias dos seus regentes e dos seus donos.

Gosto de supor que a obra de arte é o que provoca a salvação da alma pelo menos durante um instante.

A arte √© ainda a √ļnica forma suport√°vel da vida; √© o maior prazer, e o que se esgota menos depressa.