Frases sobre Viagens

79 resultados
Frases de viagens escritos por poetas consagrados, filósofos e outros autores famosos. Conheça estes e outros temas em Poetris.

O casamento é como uma longa viagem em um pequeno barco a remo: se um passageiro começar a balançar o barco, o outro terá que estabilizá-lo; caso contrário, os dois afundarão juntos.

Conquistar o primeiro amor √© como a viagem do primeiro homem √† lua: uma conquista √ļnica, uma emo√ß√£o que guardamos para o resto da vida!

Para ter um gosto pr√≥prio e julgar com alguma finura das coisas de arte √© necess√°ria uma prepara√ß√£o, uma cultura adequada. E onde tem o homem de trabalho, no nosso tempo, vagares para esse complicada educa√ß√£o, que exige viagens, mil leituras, a longa frequenta√ß√£o dos museus, todo um afinamento particular do esp√≠rito? Os pr√≥prios ociosos n√£o t√™m tempo ‚Äď porque, como se sabe, n√£o h√° profiss√£o mais absorvente do que a vadiagem. Os interesses, os neg√≥cios, a loja, a reparti√ß√£o, a fam√≠lia, a profiss√£o liberal, os prazeres n√£o deixam um momento para as exig√™ncias de uma inicia√ß√£o art√≠stica.

Quando o personagem Arnolfo retorna de uma viagem, bate à porta e nenhum de seus criados, Alain e Georgette, vão abrir-lhe a porta:

As paix√Ķes s√£o como ventanias que sopram as velas dos navios, fazendo-os navegar; outras vezes podem faz√™-los naufragar, mas se n√£o fossem elas, n√£o haveriam viagens, nem aventuras, nem novas descobertas.

Tenho medo que os meus filhos nunca cheguem a entender aquilo que lhes conto quando ficamos em silêncio, quando o tempo passa e estamos juntos, no mesmo lugar, eu a conduzir em viagens longas com horizonte e eles, ao meu lado, a olharem pela janela, ou quando é fim da tarde, também com horizonte, em silêncio.

O uso das viagens serve para regular a imaginação através da realidade, e assim ao invés de imaginar como as coisas talvez sejam, você vê como elas realmente são.

Diante da imponente erudi√ß√£o de tais sabi√ß√Ķes, √†s vezes digo para mim mesmo: ah, essa pessoa deve ter pensado muito pouco para poder ter lido tanto! At√© mesmo quando se relata, a respeito de Pl√≠nio, o Velho, que ele lia sem parar ou mandava que lesse para ele, seja √† mesa, em viagens ou no banheiro, sinto a necessidade de me perguntar se o homem tinha tanta falta de pensamentos pr√≥prios que era preciso um afluxo cont√≠nuo de pensamentos alheios, como √© preciso dar a quem sofre de tuberculose um caldo para manter sua vida.

Uma civilização é um movimento, não uma condição; uma viagem, não um porto.

Fim de estação. Eu continuei a viagem Para além do fim da estação. Quantos eram? Quatro, Cinco, poucos mais. Casas, caminhos, nuvens, Enseadas azuis, montanhas Abrem as suas portas

As letras s√£o o alimento da juventude, a paix√£o da idade madura e a recrea√ß√£o da velhice; d√£o-nos brilho na prosperidade, e s√£o uma consola√ß√£o, um recurso no infort√ļnio; fazem as del√≠cias do gabinete, e n√£o embara√ßam em nenhuma situa√ß√£o da vida; de noite servem-nos de companhia, e v√£o connosco para o campo e em viagem.

N√£o te tornes um fraco que sucumbe diante dos sofrimentos. Eles trazem muitas li√ß√Ķes ao homem. Contempla a Imagem Verdadeira de tua Vida. A Vida do homem n√£o √© algo t√£o fr√°gil que esmore√ßa diante de sofrimentos. Byron tornou-se um poeta renomado, porque n√£o esmoreceu diante das dificuldades causadas pela defici√™ncia de usas pernas. John Bunyan conseguiu escrever o grande romance religioso ‚ÄėA Viagem do Peregrino‚Äô porque, tendo sido encarcerado durante doze anos, em meio ao sofrimento descobriu Deus e o caminho que conduz a Ele.

A verdade é que não existe certamente nenhuma viagem. Estamos todos a chegar e a partir ao mesmo tempo.

Vivemos todos, neste mundo, a bordo de um navio saído de um porto que desconhecemos para um porto que ignoramos; devemos ter, uns para os outros, uma amabilidade de viagem.