Frases sobre Livres

343 resultados
Frases de livres escritos por poetas consagrados, filósofos e outros autores famosos. Conheça estes e outros temas em Poetris.

Existe uma classe de pessoas que d√° provas e atribui-se o m√©rito de ser ilustre h√° muitas gera√ß√Ķes, embora permane√ßa ociosa e in√ļtil. Intitula-se nobreza; e, n√£o menos do que a classe dos sacerdotes, deve ser considerada como um dos maiores obst√°culos √† vida livre e um dos mais ferozes e permanentes pilares da tirania.

Aplica-te a todo o instante com toda a aten√ß√£o… para terminar o trabalho que tens nas tuas m√£os… e liberta-te de todas as outras preocupa√ß√Ķes. Delas ficar√°s livre se executares cada ac√ß√£o da tua vida como se fosse a √ļltima.

A guerra é mãe e rainha de todas as coisas; alguns transforma em deuses, outros, em homens; de alguns faz escravos, de outros, homens livres.

A escola n√£o deve ter a melancolia da cadeia. Pestallozi, Froebel, os grandes educadores, ensinavam em p√°tios, ao ar livre, entre √°rvores. Froebel fazia alterar o estudo do ABC e o trabalho manual; a crian√ßa soletrava e cavava. A educa√ß√£o deve ser dada com higiene. A escola entre n√≥s √© uma grilheta do abeced√°rio, escura e suja: as crian√ßas, enfastiadas, repetem a li√ß√£o, sem vontade, sem intelig√™ncia, sem est√≠mulo: o professor domina pela palmat√≥ria, e p√Ķe todo o t√©dio da sua vida na rotina do seu ensino.

O trabalho é a melhor e a pior das coisas: a melhor, se for livre; a pior, se for escravo.

O √ļnico modo que j√° se descobriu de ter muitas pessoas cooperando entre si voluntariamente √© atrav√©s do livre mercado. √Č por isso que √© t√£o essencial preservar a liberdade individual.

Assim como o ouri√ßo serve de prote√ß√£o para a castanha na fase de crescimento, a formalidade serve de prote√ß√£o para a natureza divina que ainda n√£o se desenvolveu suficientemente. Tamb√©m quando os jovens se casam, √© melhor respeitarem as formalidades, a fim de desenvolver a natureza divina. √Č √≥bvio que o amor livre que repudia a prote√ß√£o das formalidades n√£o d√™ bom resultado.

H√° tr√™s maneiras de viver numa civiliza√ß√£o: com as convic√ß√Ķes partid√°rias, com o julgamento din√Ęmico do homem livre, ou com os impulsos do cora√ß√£o. Todas elas podem ser honrosas ou infames; depende da inspira√ß√£o que sofrem umas das outras. Pois nada √© completamente necess√°rio sen√£o na medida em que depende duma outra realidade.

Mas a verdade é que não só nos países autocráticos como naqueles supostamente livres Рcomo a Inglaterra, a América, a França e outros Рas leis não foram feitas para atender à vontade da maioria, mas sim à vontade daqueles que detêm o poder.

O advogado pouco vale nos tempos calmos; o seu grande papel é quando precisa arrostar o poder dos déspotas, apresentando perante os tribunais o caráter supremo dos povos livres.

Sabendo o que sabemos hoje poderíamos ser tentados a dizer que existe neste livre mais do que tristeza. Há outra coisa, um amargo sentimento de abandono.