Cita√ß√Ķes sobre Materialismo

9 resultados
Frases sobre materialismo, poemas sobre materialismo e outras cita√ß√Ķes sobre materialismo para ler e compartilhar. Leia as melhores cita√ß√Ķes em Poetris.

O Verdadeiro Rosto da História

O verdadeiro rosto da hist√≥ria afasta-se veloz. S√≥ podemos reter o passado como uma imagem que no instante em que se deixa reconhecer lan√ßa um clar√£o que n√£o voltar√° a ver-se. ¬ęA verdade n√£o nos escapar√°¬Ľ – esta palavra de Gottfried Keller caracteriza com exactid√£o, na concep√ß√£o da hist√≥ria que t√™m os historicistas, o ponto em que o materialismo hist√≥rico realiza o seu avan√ßo atrav√©s dessa imagem. Irrecuper√°vel √©, com efeito, toda a imagem do passado que corre o risco de desaparecer com cada instante presente que nela n√£o se reconheceu. (A feliz not√≠cia trazida pelo ofegante histori√≥grafo do passado sai de uma boca que, talvez no pr√≥prio instante em que se abre, fala j√° no vazio.)

A Imaginação é a Base do Homem

De tal modo a imagina√ß√£o √© a base do homem ‚ÄĒ Joana de novo ‚ÄĒ que todo o mundo que ele tem constru√≠do encontra sua justificativa na beleza da cria√ß√£o e n√£o na sua utilidade, n√£o em ser o resultado de um plano de fins adequados √†s necessidades. Por isso √© que vemos multiplicarem-se os rem√©dios destinados a unir o homem √†s ideias e institui√ß√Ķes existentes ‚ÄĒ a educa√ß√£o, por exemplo, t√£o dif√≠cil ‚ÄĒ e vemo-lo continuar sempre fora do mundo que ele construiu. O homem levanta casas para olhar e n√£o para nelas morar. Porque tudo segue o caminho da inspira√ß√£o. O determinismo n√£o √© um determinismo de fins, mas um estreito determinismo de causas. Brincar, inventar, seguir a formiga at√© seu formigueiro, misturar √°gua com cal para ver o resultado, eis o que se faz quando se √© pequeno e quando se √© grande. √Č erro considerar que chegamos a um alto grau de pragmatismo e materialismo. Na verdade o pragmatismo ‚ÄĒ o plano orientado para um dado fim real ‚ÄĒ seria a compreens√£o, a estabilidade, a felicidade, a maior vit√≥ria de adapta√ß√£o que o homem conseguisse. No entanto fazer as coisas ¬ępara qu√™¬Ľ parece-me, perante a realidade,

Continue lendo…

O que √© o materialismo, sen√£o o estado do homem que se afastou de Deus; (…) ele passa unicamente a preocupar-se com os seus interesses terrestres.

Ser Real quer Dizer n√£o Estar Dentro de Mim

Seja o que for que esteja no centro do Mundo,
Deu-me o mundo exterior por exemplo de Realidade,
E quando digo ¬ęisto √© real¬Ľ, mesmo de um sentimento,
Vejo-o sem querer em um espaço qualquer exterior,
Vejo-o com uma vis√£o qualquer fora e alheio a mim.

Ser real quer dizer n√£o estar dentro de mim.
Da minha pessoa de dentro não tenho noção de realidade.
Sei que o Mundo existe, mas n√£o sei se existo.
Estou mais certo da existência da minha casa branca
Do que da existência interior do dono da casa branca.
Creio mais no meu corpo do que na minha alma,
Porque o meu Corpo apresenta-se no meio da realidade.
Podendo ser visto por outros,
Podendo tocar em outros,
Podendo sentar-se e estar de pé,

Mas a minha alma só pode ser definida por termos de fora.
Exista para mim ‚ÄĒ nos momentos em que julgo que efectivamente existe ‚ÄĒ
Por um empréstimo da realidade exterior do Mundo.

Se a alma é mais real
Que o mundo exterior, como tu, filósofo, dizes,
Para que é que o mundo exterior me foi dado como tipo da realidade?

Continue lendo…

A Paz Social

N√£o nos seduz nem satisfaz a riqueza, nem o luxo da t√©cnica, nem a aparelhagem que diminua o homem, nem o del√≠rio da mec√Ęnica, nem o colossal, o imenso, o √ļnico, a for√ßa bruta, se a asa do esp√≠rito os n√£o toca e submete ao servi√ßo de uma vida cada vez mais bela, mais elevada e nobre. Sem nos distrair da actividade que a todos proporcione maior por√ß√£o de bens e com eles mais conforto material, o ideal √© fugir ao materialismo do tempo: levar a ser mais fecundo o campo, sem emudecer nele as alegres can√ß√Ķes das raparigas; tecer o algod√£o ou a l√£ no mais moderno tear, sem entrela√ßar no fio o √≥dio de classe nem expulsar da oficina ou da f√°brica o nosso velho esp√≠rito patriarcal.
Duma civiliza√ß√£o que regressa cientificamente √† selva separa-nos sem remiss√£o o espiritualismo ‚ÄĒ fonte, alma, vida da nossa Hist√≥ria. Fugimos a alimentar os pobres de ilus√Ķes, mas queremos a todo o transe preservar da onda que cresce no Mundo a simplicidade de vida, a pureza dos costumes, a do√ßura dos sentimentos, o equil√≠brio das rela√ß√Ķes sociais, esse ar familiar, modesto mas digno da vida portuguesa ‚ÄĒ e, atrav√©s dessas conquistas ou reconquistas das nossas tradi√ß√Ķes,

Continue lendo…

Do materialismo ao espiritualismo é uma simples questão de esperar esgotarem-se os limites do primeiro.

Reinstalar a Solidariedade Humana

Os valores da solidariedade humana que outrora estimularam a nossa demanda de uma sociedade humana parecem ter sido substitu√≠dos, ou estar amea√ßados, por um materialismo grosseiro e a procura de fins sociais de gratifica√ß√£o instant√Ęnea. Um dos desafios do nosso tempo, sem ser beato ou moralista, √© reinstalar na consci√™ncia do nosso povo esse sentido de solidariedade humana, de estarmos no mundo uns para os outros, e por causa e por meio dos outros.

Assim come√ßam todos os amores: assim vai at√© ao altar a menina que se casa; acompanham-a at√© l√° quim√©ricas legi√Ķes de esp√≠ritos l√ļcidos, cujas asas se enla√ßam, para a embalarem num coxim ideal de aspira√ß√Ķes e santos desejos. E, depois, √© muito triste v√™-la, passados dois meses, a fazer um rol de roupa suja, a acertar a gravata do marido, que vai ver o cambio, ou, oh ess√™ncia do materialismo! a pregar um bot√£o nas cal√ßas conjugais! Esta √© a ordem do mundo, leitores! Cinjamos os rins de sil√≠cio, cubramo-nos de saco, e baixemos a cabe√ßa ao mundo conveniente, qual ele √©, porque o m√©todo √© uma necessidade prima, at√© no romance.

Quando uma civiliza√ß√£o se abandona toda ao materialismo, e dele tira, como a nossa, todos os seus gozos e todas as suas gl√≥rias, tende sempre a julgar as civiliza√ß√Ķes alheias segundo a abund√Ęncia ou a escassez do progresso material, industrial e sumptu√°rio.