Frases sobre Maioria

209 resultados
Frases de maioria escritos por poetas consagrados, filósofos e outros autores famosos. Conheça estes e outros temas em Poetris.

Em vez de compararmos a nossa sorte com aqueles que são mais afortunados do que nós, devemos comparar-nos com a grande maioria dos nossos semelhantes. E então constataremos que nós estamos entre os mais privilegiados.

Mas a verdade é que não só nos países autocráticos como naqueles supostamente livres Рcomo a Inglaterra, a América, a França e outros Рas leis não foram feitas para atender à vontade da maioria, mas sim à vontade daqueles que detêm o poder.

Este n√£o √© apenas um estado judeu, onde a maioria de seus habitantes s√£o judeus, mas um estado para todos os judeus, onde quer que estejam, e um estado para todo judeu que queira estar aqui. (…) Este direito √© inerente a quem √© judeu.

Na verdade, poucos filhos s√£o semelhantes ao pai;
a maioria é inferior, poucos são melhores que ele.

Não fique triste quando ninguém notar o que fez de bom.
Afinal, o sol faz um enorme espetáculo ao nascer, e mesmo assim, a maioria de nós continua dormindo.

A política baseia-se na indiferença da maioria dos interessados, sem a qual não há política possível.

Quando fizeres algo nobre e belo e ninguém notar, não fique triste. Pois o sol faz um espetáculo lindo todas as manhas e mesmo assim, a maioria da plateia ainda dorme.

Como vemos agonizar o capitalismo, veremos agonizar o socialismo ou o sistema que lhe suceda, afogado pela mediocridade: esta a luta real entre o herói, que sempre se arrisca a ser crucificado, e a maioria que tão facilmente se resigna à colmeia, com a sua comida assegurada, a sua temperatura constante, a sua perfeita disciplina, até com o sacrifício dos que fecundam no azul e morrem.

Há uma parte de todos nós que vive fora do tempo. Talvez só tomemos consciência da nossa idade em momentos excecionais, na maioria do tempo não temos idade.

Para a maioria dos homens, a guerra é o fim da solidão. Para mim, é a solidão infinita.

Por muito que se goste de chorar o passado ou preferir o presente, a Hist√≥ria demonstra, em tra√ßos largos, que o futuro √© sempre melhor para a maioria das pessoas. A sensa√ß√£o do dia-a-dia de estar tudo cada vez pior perde sempre quando √© comparada com as condi√ß√Ķes h√° apenas um s√©culo atr√°s. Nem √© preciso recuar no tempo – basta ver a facilidade com que se morre nos pa√≠ses muito mais pobres do que o nosso, que s√£o muito mais do que metade dos que existem. Nos mais pobres, a expectativa m√©dia de vida √© igual √† nossa h√° dois s√©culos atr√°s.

Como escreveu o poeta, os pinheiros bem acenam, mas o c√©u n√£o lhes responde. Tamb√©m n√£o responde aos homens, apesar de estes, em sua maioria, saberem desde pequenos as ora√ß√Ķes precisas, o problema est√° em acertar com uma l√≠ngua que deus seja capaz de entender.

N√≥s pensamos que vivemos em uma sociedade heterossexual porque a maioria dos homens est√° fixada nas mulheres como objetos sexuais; mas, de fato, n√≥s vivemos em uma sociedade homossexual porque todas as transa√ß√Ķes cr√≠veis de poder, autoridade, e autenticidade realizam-se entre homens; todas as transa√ß√Ķes baseadas em igualdade e individualidade realizam-se entre homens. Homens s√£o reais; portanto, todo relacionamento real acontece entre homens; toda comunica√ß√£o real acontece entre homens; toda reciprocidade real acontece entre homens; toda mutualidade real acontece entre homens.

Para chegar a perdoar √† raz√£o o mal que faz √† maioria dos homens, √© preciso considerar o que seria o homem sem a sua raz√£o. √Č um mal necess√°rio.