Frases sobre Roupas

53 resultados
Frases de roupas escritos por poetas consagrados, filósofos e outros autores famosos. Conheça estes e outros temas em Poetris.

Em p√ļblico, gosto de roupa bem conservadora, alguma coisa que n√£o seja espalhafatosa. Mas, no palco, gosto da rouba mais espalhafatosa que puder.

Ver coisas que vulgarmente n√£o vemos tem grada√ß√Ķes de repulsa ou fasc√≠nio. H√° um certo pudor quando se v√™ o que est√° debaixo das roupas, e, quando vemos ainda mais fundo, sentimos a vertigem do enjoo, do nojo. Desmaiamos quando vemos sangue. N√£o h√° vis√£o mais terr√≠vel que o interior do homem, seja anatomicamente seja moralmente.

O estilo não é a roupa, mas a pele de um romance. Faz parte da sua anatomia como as entranhas.

Demasiada maquilhagem e muito pouca roupa para vestir é sempre um sinal de desespero para a mulher.

Seu amor acabou? Procure outro alguém, a vida continua. Há sempre um novo tempo para reamar. Viver é vestir, a cada dia, uma nova roupa existencial!

Pelas roupas rasgadas mostram-se os vícios menores:
as vestes de cerimónia e as peles escondem todos eles.

Assim come√ßam todos os amores: assim vai at√© ao altar a menina que se casa; acompanham-a at√© l√° quim√©ricas legi√Ķes de esp√≠ritos l√ļcidos, cujas asas se enla√ßam, para a embalarem num coxim ideal de aspira√ß√Ķes e santos desejos. E, depois, √© muito triste v√™-la, passados dois meses, a fazer um rol de roupa suja, a acertar a gravata do marido, que vai ver o cambio, ou, oh ess√™ncia do materialismo! a pregar um bot√£o nas cal√ßas conjugais! Esta √© a ordem do mundo, leitores! Cinjamos os rins de sil√≠cio, cubramo-nos de saco, e baixemos a cabe√ßa ao mundo conveniente, qual ele √©, porque o m√©todo √© uma necessidade prima, at√© no romance.

A gramática, a mesma árida gramática, transforma-se em algo parecido a uma feitiçaria evocatória; as palavras ressuscitam revestidas de carne e osso, o substantivo, em sua majestade substancial, o adjectivo, roupa transparente que o veste e dá cor como um verniz, e o verbo, anjo do movimento que dá impulso á frase.

O mundo novo n√£o ser√° ganho pelos que permanecem √† dist√Ęncia de bra√ßos cruzados, mas por aqueles que est√£o na arena, cuja roupa √© rasgada pelas tempestades e cujos corpos s√£o mutilados no decurso da contenda.

Aqui o c√©u √© a roupa que compras, os cremes de maquilhagem, o frigor√≠fico e as coisas que tem l√° dentro, o carro para ir para o trabalho ou para levar os mi√ļdos a passear ao domingo √† tarde.

J√° gozei de boa vida Tinha at√© meu bangal√ī Cobertor, comida Roupa lavada Vida veio e me levou

Vi a cena de nudez, parei o filme e tirei minhas roupas. Pedi a minha melhor amiga para dar uma olhada e comparar. Ela me disse: ‚ÄėVoc√™ est√° fabulosa, pronta para fazer isso‚Äô

Se me dissessem para todos deixarmos de ter tanto, para mais pessoas terem, estava plenamente de acordo. Cada vez que vejo certos rendimentos fico alucinado. Por exemplo, sou incapaz de gastar muito dinheiro em roupa, e não é forretice. Odeio lojas, odeio consumismo, reclamo contra tudo.

Sou contra a moda que n√£o dure. √Č o meu lado masculino. N√£o consigo imaginar que se jogue uma roupa fora, s√≥ porque √© primavera.

Apenas se voltaram um para o outro, braços abertos, e o breve instante em que se separaram foi para deixarem cair no chão as roupas sobre as quais se deitaram debaixo de orquídeas pálidas, separados do rio por um cortinado de orquídeas coloridas.

As biografias s√£o apenas as roupas e os bot√Ķes da pessoa. A vida da pr√≥pria pessoa n√£o pode ser escrita.

Quando ela levanta as pálpebras é como se ela tirasse todas as suas roupas.