Passagens sobre Jesus

162 resultados
Frases sobre jesus, poemas sobre jesus e outras passagens sobre jesus para ler e compartilhar. Leia as melhores cita√ß√Ķes em Poetris.

Hei, Jesus Cristo, o melhor que você faz é deixar o pai de lado e fugir pra morrer em paz.

M√£es de Portugal

√ď M√£es de Portugal comovedoras,
Com Meninos Jesus de encontro ao peito,
Iguais na devoção e amor perfeito
Aos painéis onde estão Nossas Senhoras!

√ď Virgem M√£e, qual se tu pr√≥pria foras,
Surgem de cada lado, quase a eito,
As Mães e os Filhos em abraço estreito,
Dolorosas, felizes, povoadoras…

São presépios as casas onde moram:
E o riso casto, as l√°grimas que choram,
O anseio que lhes enche o coração,

Gesto, candura, olhar ‚ÄĒ tudo √© divino,
Tudo ensinado pelo Deus Menino,
Tudo é da Mãe Celeste inspiração!

√ćcaro

A minha Dor, vesti-a de brocado,
Fi-la cantar um choro em melopeia,
Ergui-lhe um trono de oiro imaculado,
Ajoelhei de m√£os postas e adorei-a.

Por longo tempo, assim fiquei prostrado,
Moendo os joelhos sobre lodo e areia.
E as multid√Ķes desceram do povoado,
Que a minha dor cantava de sereia…

Depois, ruflaram alto asas de agoiro!
Um sil√™ncio gelou em derredor…
E eu levantei a face, a tremer todo:

Jesus! ruíra em cinza o trono de oiro!
E, misérrima e nua, a minha Dor
Ajoelhara a meu lado sobre o lodo.

Tamb√©m a encarna√ß√£o, o assumir por parte de Deus de um corpo humano, quis significar que o pr√≥prio Deus n√£o podia ser amor sem se tornar rosto. Assim, alguns homens O viram, tocaram com as m√£os nas fei√ß√Ķes de Jesus de Nazar√©. O amor pede, reclama um rosto, e quem quer que conhe√ßa as Escrituras sabe que quem procura Deus procura um rosto.

Maria é quem sabe transformar uma gruta para animais na casa de Jesus, com alguns pobres panos e uma montanha de ternura.

Se, portanto, há alguém que possa explicar, até bem ao fundo, a oração do pai-nosso, ensinada por Jesus, é justamente quem vive na primeira pessoa a paternidade. Sem a graça que vem do Pai que está nos Céus, os pais perdem a coragem e abandonam o terreno. Mas os filhos precisam de encontrar um pai que os espere quando regressam dos seus fracassos.

A Virgem é quem, mais do que ninguém, contemplou Deus no rosto humano de Jesus. Ajudada por S. José, envolveu-O em panos e aconchegou-O na manjedoura.

O Presépio e a árvore de Natal são sinais natalícios sempre sugestivos e queridos para as nossas famílias cristãs: lembram-nos o mistério da Encarnação, o Filho unigénito de Deus feito homem para nos salvar e a luz que Jesus trouxe ao mundo com o Seu nascimento. Mas o Presépio e a árvore tocam o coração de toda a gente, mesmo daqueles que não acreditam, porque falam de fraternidade, de intimidade e de amizade.

Jos√© e Maria deixaram a sua terra, os seus entes queridos, os seus amigos. Tiveram de deixar as suas coisas e ir para outra terra. Uma terra onde n√£o conheciam ningu√©m, n√£o tinham casa, nem fam√≠lia. √Č naquele momento que o jovem casal acolhe o rec√©m-nascido. Naquele contexto pouco hospitaleiro, num est√°bulo preparado como puderam, aquele jovem casal presenteou-nos com Jesus.

A isto, antes de mais nada, nos chama o Natal: a dar glória a Deus, porque Ele é bom, é fiel, é misericordioso. Neste dia desejo a todos que reconheçam o verdadeiro rosto de Deus, o Pai que nos deu Jesus. Desejo a todos que sintam que Deus está perto, possam estar na Sua presença, que O amem e O adorem.

O Menino Jesus recorda o la√ßo entre o Reino de Deus e o mist√©rio da inf√Ęncia espiritual. Ele fala dele no Evangelho: ¬ęQuem n√£o receber o Reino de Deus como um pequenino n√£o entrar√° nele¬Ľ (Marcos 10:15).

O evangelista Lucas conta que Nossa Senhora e S. Jos√©, segundo a Lei de Mois√©s, levaram o Menino ao templo para o oferecerem ao Senhor e que dois anci√£os, Sime√£o e Ana, movidos pelo Esp√≠rito Santo, foram ao seu encontro e reconheceram em Jesus o Messias. Jesus faz verdadeiramente que as gera√ß√Ķes se encontrem e unam!

Os pilares da educação são: transmitir conhecimentos, transmitir maneiras de fazer, transmitir valores. Através destes transmite-se a fé. O educador deve estar à altura das pessoas que educa, deve interrogar-se sobre como anunciar Jesus Cristo a uma geração que muda.

Jesus não exclui ninguém. Construiu pontes, não muros. A Sua mensagem de salvação é para todos. O bom evangelizador está aberto a todos, pronto a ouvir todos, sem exclusão.

Tamb√©m Jesus viveu em tempos de viol√™ncia. Ele ensinou que o verdadeiro campo de batalha, no qual se afrontam a viol√™ncia e a paz, √© o cora√ß√£o humano: ¬ęPorque √© do interior do cora√ß√£o dos homens que saem as m√°s inten√ß√Ķes¬Ľ (Marcos 7:21).

Jesus sai de um julgamento injusto, de um interrogat√≥rio cruel e fita os olhos de Pedro. E Pedro chora. N√≥s pedimos-Lhe que nos olhe, que nos d√™ a gra√ßa da vergonha, para podermos – como Pedro, quarenta dias mais tarde – responder-Lhe: ¬ęTu sabes que Te amo.¬Ľ

Julgar os outros leva-nos √† hipocrisia. E Jesus define mesmo como ¬ęhip√≥critas¬Ľ aqueles que se p√Ķem a julgar os outros. Porque a pessoa que julga erra, confunde-se e acaba derrotada. Quem julga engana-se sempre. E engana-se porque assume o lugar de Deus, que √© o √ļnico juiz.

H√° ¬ęportas da consola√ß√£o¬Ľ que se devem ter sempre abertas, porque Jesus gosta de entrar por elas: o Evangelho lido todos os dias e trazido sempre connosco, a ora√ß√£o silenciosa e de adora√ß√£o, a Confiss√£o, a Eucaristia. Atrav√©s dessas portas, o Senhor entra e d√° um novo sabor a todas as coisas.

Quem tenha encontrado Jesus experimentou o milagre da luz que rasga as trevas e conhece esta luz que ilumina e esclarece.

Como quero eu ser salvo? À minha maneira? À maneira de uma espiritualidade, que é boa, que me faz bem, mas é fixa, tem tudo claro e não há riscos? Ou à maneira divina, isto é, pela via de Jesus, que nos surpreende sempre?