Frases sobre Eficácia

13 resultados
Frases de eficácia escritos por poetas consagrados, filósofos e outros autores famosos. Conheça estes e outros temas em Poetris.

O problema fundamental do casamento é que ele abala a confiança de um homem nele mesmo, e diminui grandemente sua competência e eficácia geral. Ele passa a pensar como um comandante que perdeu uma batalha decisiva e dramática e, desde então, nunca mais acredita inteiramente em si mesmo.

Na cartomancia, por exemplo, o índice de acerto varia conforme a profundidade da oração do cartomante, embora o instrumento para decodificar a inspiração sejam as cartas de baralho. Também a eficácia da acupuntura, da moxibustão ou da massagem shiatsu varia dependendo de acertar ou não o local de aplicação, por uma diferença mínima.

Banho, n. Um tipo de cerimónia mística que substituiu o culto religioso, desconhecendo-se ainda a sua eficácia espiritual.

Os sonhos são o melhor remédio para curar frustrações. Se sólidos, eles podem ter mais eficácia do que anos de psicoterapia. Eles reeditam o filme do inconsciente e ampliam os horizontes do desanimado, fazendo renascer a motivação para recomeçar tudo de novo.

Para que ame alguém a Humanidade, se sinta disposto a guiar os mais pequenos no caminho do futuro e não duvide da eficácia do esforço, é sobretudo preciso que possua a longa perspectiva que só dá o conhecimento das grandes realizações humanas em todos os domínios.

As qualidades dos portugueses atingem um máximo de eficácia em situações de confusão. Os nossos talentos, para o desenrascanço, para o improviso, para a invenção, pura e simplesmente só se exercem com proveito absoluto quando impera a confusão. Na nossa história vemos que foi só nas épocas de grande confusão e confusionismo que demos conta do recado. De resto não.

O amor não resolve nada. O amor é uma coisa pessoal, e alimenta-se do respeito mútuo. Mas isto não transcende para o colectivo. Já andamos há dois mil anos a dizer isso de nos amarmos uns aos outros. E serviu de alguma coisa? Poderíamos mudar isso por respeitarmo-nos uns aos outros, para ver se assim tem maior eficácia. Porque o amor não é suficiente.

Os problemas económicos são os que mais nos preocupam: o custo de vida, o desemprego, o bem-estar das pessoas. E também a eficácia administrativa, a organização do Estado no sentido da ordem democrática.

Faltam-nos hoje não apenas mestres da vida interior, mas simplesmente da vida, de uma vida total, de uma existência digna de ser vivida. Faltam cartógrafos e testemunhas do coração humano, dos seus infindos e árduos caminhos, mas também dos nossos quotidianos, onde tudo não é e é extraordinariamente simples. Falta-nos uma nova gramática que concilie no concreto os termos que a nossa cultura tem por inconciliáveis: razão e sensibilidade, eficácia e afetos, individualidade e compromisso social, gestão e compaixão, espiritualidade e sentidos, eternidade e instante. Será que do instante dos sentidos podemos fazer uma mística? Não tenhamos dúvidas: o que está dito permanece ainda por dizer.

O país real quer coisas práticas, ver as questões resolvidas com pragmatismo e eficácia. Quer o fim da total instabilidade que se verifica há uns anos na sociedade portuguesa.

Também a ‘lei dos remédios’ é falsa. Por isso, ela perderá a sua eficácia quando a Imagem Verdadeira retornar à sua casa (corpo). Porém, mesmo que a Imagem Verdadeira já esteja perto de sua casa, a ‘lei dos remédios’ continuará atuando como se fosse o dono, enquanto o verdadeiro dono não entrar na casa.