Frases sobre Pão

59 resultados
Frases de pão escritos por poetas consagrados, filósofos e outros autores famosos. Conheça estes e outros temas em Poetris.

É preciso abster-se do pão crescido com o fermento de ódio. Ele pode parecer saboroso, mas faz crescer de ódio o coração de quem o come.

A majestosa igualdade das leis, que proíbe tanto o rico como o pobre de dormir sob as pontes, de mendigar nas ruas e de roubar pão.

Coma e se embriague com Baco, ou mastuigue pão seco com Jesus, mas não fique sentado sem um dos deuses.

As meditações sobre a morte (género Pascal) são feitas por homens que não têm que lutar pela vida, de ganhar o seu pão, de sustentar filhos. A eternidade ocupa aqueles que têm tempo a perder. É uma forma do lazer.

Abstrações são encantadoras, mas sou a favor de que se deva também respirar o ar e comer o pão. (O jogo das contas de vidro)

Como dois e dois são quatro
sei que a vida vale a pena
embora o pão seja caro
e a liberdade pequena
Como teus olhos são claros
e a tua pele, morena
como é azul o oceano
e a lagoa, serena

Não ligo assim uma importância por aí além a esta coisa complicadíssima a que se chama vida, quer ela decorra no meio de fantásticas alegrias, quer se arraste por entre as mágoas e os desalentos que são, afinal de contas, o pão de cada dia de quase todos nós.

O pão dos que acreditam nisso será inesgotável; mas o pão dos que os consideram proveniente de outras pessoas será limitado.

A poesia é um acto de paz. A paz entra dentro da composição de um poeta tal como a farinha entra na composição do pão.

Pão e um gole de leite são vitórias!
Um quarto quente: uma batalha vencida!
Para te fazer crescer
Devo combater dia e noite.

Não queremos liberdade sem pão, nem queremos pão sem liberdade. Temos de proporcionar todos os direitos e liberdades fundamentais associadas a uma sociedade democrática.

É tão grande o sabor do alheio, é tal a doçura e suavidade do que se furta, que até pão e água, se é furtado, é manjar muito saboroso.

O que tem fome e te rouba O último pedaço de pão, chama-o teu inimigo Mas não saltas ao pescoço Do teu ladrão que nunca teve fome.

…e para não tombar, para afirmar-me sobre a terra, continuar lutando, deixa em meu coração o vinho errante e o pão implacável da tua doçura.