Frases sobre Princípio

206 resultados
Frases de princípio escritos por poetas consagrados, filósofos e outros autores famosos. Conheça estes e outros temas em Poetris.

Para quem vive segundo os verdadeiros princípios,
a grande riqueza seria viver com pouco,
serenamente: o que é pouco nunca é escasso.

Não me interessa nenhuma religião cujos princípios não melhoram nem levam em consideração as condições dos animais.

Apenas há princípios imortais, visto que, no dia em que um princípio morre, apercebemo-nos de que se tratava simplesmente dum paradoxo.

Em todas as evoluções da arte, nós (portugueses) nunca aproveitamos com os princípios, e ficamos sempre com os maneirismos.

Diante de uma larga frente de batalha, procure o ponto mais fraco e, alí, ataque com a sua maior força. – Princípio do Emprego Correto da Força.

A nossa dignidade consiste no pensamento. Procuremos pois pensar bem. Nisto reside o princípio da moral.

Os Estados modernos apelam à moralidade, à religião, e à lei natural como fundação ideológica da sua existência. Ao mesmo tempo é preparado para infringir qualquer um ou todos destes princípios, no interesse da auto-preservação.

O êxito momentâneo possui um maior poder de persuasão para a maioria das pessoas do que as reflexões sobre princípios.

O pecado é inexistente desde o princípio; por isso desaparece quando a mente não se prende a ele. Com razão se diz que ‘quem ora a Deus se salva’, pois, quando a mente se volta para a Imagem Verdadeira através do simples ato de orar, o pecado se anula por si mesmo porque inexiste desde o princípio, e a Imagem Verdadeira se manifesta porque existe desde o princípio. Simplesmente desaparece aquilo que é inexistente e manifesta-se aquilo que existe desde o princípio. Isto não é mera teoria.

O amor não é senão o desejo; e assim, o desejo é o princípio original de que todas as nossas paixões decorrem, como os riachos da sua origem; por isso, sempre que o desejo de um objecto se acende nos nossos corações, pomo-nos a persegui-lo e a procurá-lo e somos levados a mil desordens.

Quem não sabe introduzir a sua vontade nas coisas, introduz nelas pelo menos um «sentido»: quer dizer, acredita que existe já ali dentro uma vontade (princípio da «fé»).

A guerra, a princípio, é a esperança de que a gente vai se dar bem; em seguida, é a expectativa de que o outro vai se ferrar; depois, a satisfação de ver que o outro não se deu bem; e finalmente, a surpresa de ver que todo mundo se ferrou.

É necessário admitir, em princípio, que as ações honestas e virtuosas, e não apenas a vida comum, são a finalidade da sociedade política.