Frases sobre Seres

135 resultados
Frases de seres escritos por poetas consagrados, filósofos e outros autores famosos. Conheça estes e outros temas em Poetris.

Sem me acrescentar nada, já sou a manifestação da Imagem Verdadeira. Todos os seres e eu temos a mesma origem. O Universo e eu somos um. Sou o ser eterno que transcende o nascimento e a morte.

Não sei de prazer maior, em toda a minha vida, que poder dormir. O apagamento integral da vida e da alma, o afastamento completo de tudo quanto é seres e gente, a noite sem memória nem ilusão, o não ter passado nem futuro.

O amor é o sentimento dos seres imperfeitos, posto que a função do amor é levar o ser humano à perfeição.

O Universo é a criação suprema de Deus. Abrangem todos os seres racionais e irracionais, animados e inanimados, materiais e imateriais.

Estamos enterrados em convenções até ao pescoço: usamos as mesmas palavras, fazemos os mesmos gestos. A poeira entranhada sufoca-nos. Pega-se. Adere. Há dias em que não distingo estes seres da minha própria alma; há dias em que através das máscaras vejo outras fisionomias, e, sob a impassibilidade, dor; há dias em que o céu e o inferno esperam e desesperam. Pressinto uma vida oculta, a questão é fazê-la vir à supuração.

É estranhamente absurdo supor que um milhão de seres humanos reunidos não estejam submetidos às mesmas leis morais que se aplicam a cada um em separado.

O universo que, como seres humanos, habitamos, está a tornar-se num lar comum, que apresenta um desrespeito cada vez maior pela rigidez que as fronteiras nacionais impõem à Humanidade.

Tudo o que é chama a arder, tudo o que sente
Tudo o que é vida e vibra eternamente
É tu seres meu, Amor, e eu ser tua!

Podemos ter encontrado a cura para a maioria dos males, mas nunca encontrámos uma cura para o pior deles todos, a apatia dos seres humanos.

Desde que os consiga fazer rir, não importa como, eu ficarei bem. Se tiver sucesso nisso, os seres humanos provavelmente não se importarão muito que eu continue fora das suas vidas. A única coisa que eu preciso de evitar é tornar-me ofensivo aos seus olhos: não serei nada, o vento, o céu.

Fatos empíricos:
Um: Todos nós somos capazes de sentir amor por outros seres humanos.
Dois: Impomos limitações a esse amor.
Três: Podemos transcender a todas essas limitações – se nos aprouver. (É uma questão de observação que, quem quer que o deseje, poderá vencer a repugnância pessoal, o sentimento de classe, o ódio nacional, o preconceito de cor. Não é coisa fácil; mas podemos conseguir, se tivermos vontade e soubermos pôr em prática as nossas boas intenções.)
Quatro: Amor que se manifesta em bom tratamento cria amor. Ódio que se manifesta em mau tratamento cria ódio.
À luz desses fatos é óbvio quais deveriam ser os comportamentos políticos entre pessoas, entre classes, entre nações. Mas, ainda uma vez, o saber não basta. Saber, todos nós sabemos; onde quase todos nós fracassamos é em fazer. E a questão está, habitualmente, em achar os melhores métodos de dar cumprimento às intenções. Entre outras coisas, a propaganda da paz deve consistir numa série de instruções para a arte de modificar o caráter.

Se te é indiferente matar uma criança ou uma mosca, podes dizer com verdade que estão mortos todos os valores. Mas nesse caso e em coerência com essa verdade, deve ser-te indiferente continuares livre ou seres preso. Ou enforcado.

Os medicamentos antidepressivos e os tranquilizantes são excelentes armas terapêuticas, mas não têm capacidade de conduzir o ser humano a gerir os seus pensamentos e emoções. A psiquiatria trata dos seres doentes, mas não sabe como torná-los felizes, seguros, sábios, serenos.

Os animais do mundo existem para seus próprios propósitos. Não foram feitos para os seres humanos, do mesmo modo que os negros não foram feitos para os brancos, nem as mulheres para os homens.