Frases sobre Foco

16 resultados
Frases de foco escritos por poetas consagrados, filósofos e outros autores famosos. Conheça estes e outros temas em Poetris.

Perceba em profundidade que o momento presente é tudo o que alguma vez terá. Torne o Agora no foco principal da sua mente. Enquanto anteriormente o leitor vivia no tempo e fazia breves visitas ao Agora, neste momento faça dele o lugar onde habita e preste breves visitas ao passado e ao futuro quando for necessário para lidar com os aspectos práticos da sua situação. Diga sempre «sim» ao momento presente.

Eu encontro esperança nos dias mais sombrios, e foco nos mais brilhantes. Eu não julgo o universo.

Se você se distrair do trabalho que está a fazer, além do resultado final ser imperfeito talvez você tenha que refazê-lo. Portanto, esteja «ligado», não perca o foco e, seja o que for, faça bem feito e somente uma vez.

O poema é um processo de exploração, um esforço para atingir o círculo que é o seu foco, e retornar ao ponto de partida com uma maior compreensão do mesmo

A humanidade parece uma lebre encandeada pelo farol dum automóvel apocalíptico. De um lado, sombra; do outro lado, sombra; e no meio da estrada, inexorável, o mortal foco de luz. Nada que guie, esclareça, ilumine. Apenas um clarão paralisa-dor, que só dura até que as rodas esmaguem a razão deslumbrada.

Devemos gravar isto: nos primeiros trinta segundos de tensão, cometemos os maiores erros das nossas vidas. Nos focos de tensão, bloqueamos a memória e reagimos sem pensar, por instinto.

A verdadeira orfandade verifica-se quando saímos do foco e os olhos que seguiam os nossos movimentos se evaporam ou contraem ou simplesmente voam como diminutos globos que fugissem para céus de outros mundos.

Não há caminho que resista sem momentos de celebração. São eles o tónico para mantermos um ritmo consistente de passada e o foco onde queremos chegar. (…) Celebrar é caminhar.

Dado o pouco a que se presta a TV em matéria de discussão de ideias, é natural que a atenção, aflita à procura de um foco, se concentre no espectáculo nada elevado mas divertido dos mútuos assanhamentos da política. Fazem bem jornalistas e realizadores em deixar chover as chapadas ao gosto dos pugilistas.

O homem tem o amor por asa, e por jugo o desejo. O homem não é um círculo concêntrico; é uma elipse de dois focos. Um, está representado pelos actos; o outro, pelas ideias. A humanidade tem dois pólos, o verdadeiro e o belo.

Para um português, o castigo redime. O sofrimento alivia. Concreta a ansiedade. Enche o vazio. Dá um foco à errância desfocada da alma. Eu sei lá.