Frases sobre Reais

221 resultados
Frases de reais escritos por poetas consagrados, filósofos e outros autores famosos. Conheça estes e outros temas em Poetris.

Teus sofrimentos não se extinguirão enquanto acreditares serem existências reais os males que teus olhos vêem. Julgar existente o que é visível é a atitude de pessoas comuns. Sê uma pessoa superior, ‘acima do comum’.

A diferença entre as lembranças falsas e as verdadeiras é a mesma que existe entre as joias: as falsas sempre parecem mais brilhantes e reais.

Eu acredito em ti e em mim. Sou como Albert Schweitzer, Bertrand Russell e Albert Einstein no sentido em que tenho respeito pela vida – em todas as suas formas. Acredito na natureza, nos pássaros, no mar, no céu, em tudo aquilo que posso ver ou onde existe uma evidência real. Se são estas coisas que entendem por Deus, então eu acredito em Deus. Mas não acredito num Deus pessoal no qual procure conforto ou uma vantagem no próximo lançamento dos dados.

Eu não quero acabar com o trabalho de ninguém, repórteres tem que escrever algo e se eles não tem nada real para escrever eles inventam.

Nada é mais real que um sonho. As responsabilidades não precisam de o apagar.Os deveres não precisam de o obscurecer. Porque o sonho está dentro de ti, ninguém o pode tirar.

‘Não vos inquieteis com o dia de amanhã; a cada dia basta o seu cuidado’. O sofrimento imaginário é mais angustiante que o real.

Correr riscos reais, além de me apavorar, não é por medo que eu sinta excessivamente – perturba-me a perfeita atenção às minhas sensações, o que me incomoda e me despersonaliza.

A alegria nunca é constante, nunca é segura. Desprende-se do dia a dia. Não nos deixa neste mundo. A alegria é um estado à parte, que ninguém consegue tornar real. É como um filme em que se está. Mesmo para lembrar a alegria é difícil. Há qualquer coisa na alegria que não cola.

A diferença entre as recordações falsas e as verdadeiras é a mesma que existe entre as jóias: são sempre as falsas que parecem mais reais, mais brilhantes.

O amor romântico é como um traje, que, como não é eterno, dura tanto quanto dura; e, em breve, sob a veste do ideal que formámos, que se esfacela, surge o corpo real da pessoa humana, em que o vestimos. O amor romântico, portanto, é um caminho de desilusão. Só o não é quando a desilusão, aceite desde o príncipio, decide variar de ideal constantemente, tecer constantemente, nas oficinas da alma, novos trajes, com que constantemente se renove o aspecto da criatura, por eles vestida.

O universo é corpóreo; tudo o que é real é material, e aquilo que não é material não é real.

O corpo que sonha é real, portanto, salvo opinião mais autorizada, também tem de ser real o sonho que ele estiver a sonhar.

A verdade é de dois géneros: consiste ou na descoberta das relações das ideias consideradas como tal, ou na conformidade das nossas ideias dos objectos com a sua existência real.

Os maiores esforços dos génios mais sistemáticos não conseguiriam construir pessoalmente qualquer língua real.

A meditação profunda acentua a natureza real do objeto a respeito do qual meditamos, e faz com que ela penetre na alma daquele que medita.