Frases sobre Consciência

356 resultados
Frases de consciência escritos por poetas consagrados, filósofos e outros autores famosos. Conheça estes e outros temas em Poetris.

De todos os infort√ļnios que afligem a humanidade, o mais amargo √© que temos de ter consci√™ncia de muito e controle de nada.

O álcool te deixa bêbado. Isso não faz você meditar, apenas torná-lo bêbado. A erva é mais uma consciência.

O c√īmico tem esp√≠rito,mas pouca consci√™ncia do esp√≠rito. Cr√™ sempre naquilo pelo qual faz crer mais energicamente – crer em si mesmo.

Tenho o dever de me fechar em casa no meu espírito e trabalhar quanto possa e em tudo quanto possa, para o progresso da civilização e o alargamento da consciência da humanidade.

Quem quiser ouvir a voz sincera da consciência precisa saber fazer silêncio em torno de si e dentro de si.

A natureza é cruel; então também estamos destinados a ser cruéis. Temos de ser cruéis. Temos de recuperar a consciência tranquila para sermos cruéis.

Para a forma√ß√£o da consci√™ncia p√ļblica, para a cria√ß√£o de determinado ambiente, dada a aus√™ncia de esp√≠rito cr√≠tico ou a dificuldade de averigua√ß√£o individual, a apar√™ncia vale a realidade, ou seja: a apar√™ncia √© uma realidade pol√≠tica.

A caracter√≠stica da consci√™ncia √© que ela √© uma descompress√£o de ser. √Č imposs√≠vel com efeito defini-la como coincid√™ncia consigo.

Há uma parte de todos nós que vive fora do tempo. Talvez só tomemos consciência da nossa idade em momentos excecionais, na maioria do tempo não temos idade.

O espetáculo da injustiça acabrunha-me, mas isso deve-se provavelmente ao fato de ela despertar em mim a consciência dos atos de injustiça de que sou capaz.

Cen√°rios desabarem √© coisa que acontece. Acordar, bonde, quadro horas no escrit√≥rio ou na f√°brica, almo√ßo, bonde, quatro horas de trabalho, jantar, sono e segunda ter√ßa quarta quinta sexta e s√°bado no mesmo ritmo, um percurso que transcorre sem problemas a maior parte do tempo. Um belo dia, surge o ‚Äúpor qu√™‚ÄĚ e tudo come√ßa a entrar numa lassid√£o tingida de assombro. ‚ÄúCome√ßa‚ÄĚ, isto √© o importante. A lassid√£o est√° ao final dos atos de uma vida maquinal, mas inaugura ao mesmo tempo um movimento da consci√™ncia. Ela o desperta e provoca sua continua√ß√£o. A continua√ß√£o √© um retorno inconsciente aos grilh√Ķes, ou √© o despertar definitivo. Depois do despertar vem, com o tempo, a conseq√ľ√™ncia: suic√≠dio ou restabelecimento.

√Č em fam√≠lia, entre irm√£os, que se aprende a conviv√™ncia humana, como se deve conviver em sociedade. Talvez nem sempre tenhamos consci√™ncia disso, mas √© justamente a fam√≠lia que introduz a fraternidade no mundo!

Pedimos ao Senhor vida, sa√ļde, afetos, felicidade; e est√° certo faz√™-lo, mas com a consci√™ncia de que at√© da morte Deus sabe extrair vida, que √© poss√≠vel experimentar a paz mesmo na doen√ßa e que at√© na solid√£o pode haver serenidade, e bem-aventuran√ßa no pranto. N√£o somos n√≥s que podemos ensinar a Deus o que Ele deve fazer, aquilo de que temos necessidade. Ele sabe-o melhor do que n√≥s.

(escrevendo a um m√©dico) A metade das vidas que voc√™s salvam n√£o √© digna de ser salva, porque √© in√ļtil, enquanto outra metade nem mereceria ser salva porque p√©rfida. A vossa consci√™ncia nunca vos acusa desta guerra permanente contra os planos da Provid√™ncia?

Acima de todas as liberdades, dê-me a de saber, de me expressar, de debater com autonomia, de acordo com minha consciência.