Frases sobre Artista

213 resultados
Frases de artista escritos por poetas consagrados, filósofos e outros autores famosos. Conheça estes e outros temas em Poetris.

Sou um sobrevivente como qualquer outro. A arte √© um of√≠cio, uma paix√£o que as pessoas t√™m. O usur√°rio tem uma paix√£o pelo dinheiro e junta o dinheiro para nada ‚Äď √© triste. O artista tende ao absoluto; pode tamb√©m estar numa situa√ß√£o de revolta. N√£o √© exactamente o meu caso, embora muitas vezes me revolte.

Os dados reais da vida não têm valor para o artista, são unicamente um ensejo para manifestar o seu génio.

O artista como artista sente menos do que os outros homens porque produz ao mesmo tempo que sente, e nesse caso há uma dualidade de espírito incompatível com o estar entregue a um sentimento.

Na arte funciona mais o manifesto do artista, por muito parvo que seja, do que a crítica do crítico, por muito inteligente que possar ser.

A atitude de todo o artista verdadeiro não pode ser neste momento senão de inteira e franca comunhão com a grande massa do país. Os artistas não constituem uma classe. São livres e mágicos servidores de quem tem a verdade e a história pelo seu lado. Ora, a verdade e a história estão, como sempre estiveram, do lado do povo.

A sinceridade √© o grande obst√°culo que o artista tem a vencer. S√≥ uma longa disciplina, uma aprendizagem de n√£o sentir sen√£o literariamente as coisas, podem levar o esp√≠rito a esta culmin√Ęncia.

A arte é visão ou intuição. O artista produz uma imagem ou um fantasma: e quem aprecia a arte volta o olhar para o ponto que o artista lhe indicou, observa pela fenda que este lhe abriu e reproduz dentro de si aquela imagem.

Tem a arte, para nascer, que ser de um indivíduo; para não morrer, que ser como estranha a ele. Deve nascer no indivíduo per, que não em, o que ele tem de individual. No artista nato a sensibilidade, subjectiva e pessoal, é, ao sê-lo, objectiva e impessoal também.

Eu não sou um moralista: sou um artista; o artista é um ser nefasto Рque não é responsável pelas suas fantasias, nem pelas suas vinganças.

O homem pode ser democrata, o artista divide-se e deve conservar-se aristocrata.

Os artistas s√≥ amam na natureza os efeitos de linha e cor; para se interessar pelo bem-estar de uma tulipa, para cuidar de que um craveiro n√£o sofra sede, para sentir magoa de que a geada tenha queimado os primeiros rebent√Ķes das ac√°cias – para isso s√≥ o burgu√™s, o burgu√™s que todas as manh√£s desce ao seu quintal com um chap√©u velho e um regador, e v√™ nas √°rvores e nas plantas uma outra fam√≠lia muda, por que ele √© tamb√©m respons√°vel…

Eu, como artista, se tivesse de escolher um epit√°fio, optaria pelo seguinte: – ‘Aqui jaz Nelson Rodrigues, assassinado pelos imbecis de ambos os sexos’.

O verdadeiro artista n√£o d√° aten√ß√£o ao p√ļblico. O p√ļblico para ele n√£o existe.

A forma de governo mais adequada ao artista é a ausência de governo. Autoridade sobre ele e a sua arte é algo de ridículo.

Caros artistas, que a vossa procura da beleza naquilo que criais seja animada pelo desejo de servir a beleza através da qualidade da vida das pessoas, da sua harmonia com o ambiente, do encontro e da ajuda recíprocas.