Frases sobre Dever

176 resultados
Frases de dever escritos por poetas consagrados, filósofos e outros autores famosos. Conheça estes e outros temas em Poetris.

O primeiro dever do bom inquisidor é o de suspeitar antes dos que te parecem sinceros.

Tenho o dever de me fechar em casa no meu espírito e trabalhar quanto possa e em tudo quanto possa, para o progresso da civilização e o alargamento da consciência da humanidade.

Tenho o desejo de realizar uma tarefa importante na vida. Mas meu primeiro dever est√° em realizar humildes coisas como se fossem grandes e nobres.

No rito de acolhimento, pergunta-se o nome do candidato, porque o nome indica a identidade de uma pessoa. Quando nos apresentamos, dizemos imediatamente o nosso nome: ¬ęChamo-me assim¬Ľ, para sair do anonimato; an√≥nimo √© quem n√£o tem um nome. Para sair do anonimato dizemos imediatamente o nosso nome. Sem nome somos desconhecidos, sem direitos nem deveres. Deus trata cada um de n√≥s pelo nome, amando-nos individualmente, na realidade concreta da nossa hist√≥ria.

Enquanto crentes, é nosso dever defender, como direito fundamental de qualquer pessoa, a liberdade de religião e a liberdade de consciência.

O Império não requer que os seus servos se amem uns aos outros, mas que cumpram o seu dever.

Todos esses caprichos filosóficos, a que se chamam deveres não têm qualquer relação com a natureza.

Se você quer cumprir o seu dever apropriadamente, deve fazer um pouquinho mais do que isso.

Guarda estes versos que escrevi chorando como um alívio a minha saudade, como um dever do meu amor; e quando houver em ti um eco de saudade, beija estes versos que escrevi chorando.

Cabe a cada um de n√≥s n√£o fazer o mesmo que outrem tem de fazer, mas sim o deixar feito o que nenhum outro fez, por muito que tal perturbe a ordem estabelecida. Somos cada um de n√≥s poeta √ļnico (…) n√£o aceitando, portanto, que tenhamos outro dever al√©m de o sermos.

Ser humilde com os superiores é um dever; com os iguais, é uma cortesia; com os inferiores, é nobreza; e com todos, segurança!

Este dever inevitável de me observar a mim mesmo: se outra pessoa me estiver a observar, é natural que eu também tenha de me observar; se ninguém o faz, observo-me ainda mais de perto.