Frases sobre Leitores

71 resultados
Frases de leitores escritos por poetas consagrados, filósofos e outros autores famosos. Conheça estes e outros temas em Poetris.

As mentiras têm uma grande vantagem sobre os raciocínios: a de ser admitidas sem provas por uma multitude de leitores.

A √ļnica exig√™ncia que fa√ßo aos meus leitores √© que devem dedicar as suas vidas √† leitura das minhas obras.

Assim come√ßam todos os amores: assim vai at√© ao altar a menina que se casa; acompanham-a at√© l√° quim√©ricas legi√Ķes de esp√≠ritos l√ļcidos, cujas asas se enla√ßam, para a embalarem num coxim ideal de aspira√ß√Ķes e santos desejos. E, depois, √© muito triste v√™-la, passados dois meses, a fazer um rol de roupa suja, a acertar a gravata do marido, que vai ver o cambio, ou, oh ess√™ncia do materialismo! a pregar um bot√£o nas cal√ßas conjugais! Esta √© a ordem do mundo, leitores! Cinjamos os rins de sil√≠cio, cubramo-nos de saco, e baixemos a cabe√ßa ao mundo conveniente, qual ele √©, porque o m√©todo √© uma necessidade prima, at√© no romance.

Acho que os escritores percebem muito melhor o que escrevemos que os críticos. Os escritores têm, afinal, a mesma humildade dos leitores comuns. Os críticos raramente entendem o nosso trabalho.

Como leitor, o que eu gosto √© de ler e dizer, bolas, √© exactamente isto que eu sinto e n√£o era capaz de exprimir. Quando um livro me ensina a explicitar emo√ß√Ķes que eu sinto, esse √© um livro bom.

Nos meus livros quero profundamente a comunicação profunda comigo e com o leitor. Aqui no jornal apenas falo com o leitor e agrada-me que ele fique agradado.

Idealmente, a miss√£o da cr√≠tica seria ajudar a ler. Em teoria, o cr√≠tico ser√° um leitor mais atento do que os outros. N√£o tem necessariamente que emitir ju√≠zos de valor. Temos tend√™ncia a gostar s√≥ dos que s√£o da nossa fam√≠lia, as ideias confundem-se com as nossas paix√Ķes.

Ser intelectual é usar sobretudo a inteligência, o que eu não faço: uso é a intuição, o instinto. Ser intelectual é também ter cultura, e eu sou tão má leitora que, agora já sem pudor, digo que não tenho mesmo cultura. Nem sequer li as obras importantes da humanidade.

Os leitores servem-se dos livros como os cidad√£os dos homens. N√£o vivemos com todos os nossos contempor√Ęneos, escolhemos alguns amigos.

Um livro tem de ser suficientemente poroso para o leitor poder escrever o seu pr√≥prio livro dentro dele. √Č nesse sentido que um livro muito compacto √©, for√ßosamente, um livro mau.

Um romance é como um arco de violino, a caixa que produz os sons é a alma do leitor.

O que é a vida de uma pessoa quando já ninguém a olha, à parte a vacuidade que vai e vem, entra e sai de casa, janta ou não janta, se contrai ou ri? Se toda a vida é afinal uma história, toda a história precisa de um leitor.

No acto de escrever h√° duas posi√ß√Ķes coincidentes, a autoridade e a sedu√ß√£o. Com estas duas pernas, a literatura caminha. O escritor tem um poder sobre o leitor.

O escritor foi sempre um fun√Ęmbulo cego e o leitor √© apenas um espectador de passagem.