Frases sobre Adversários

37 resultados
Frases de adversários escritos por poetas consagrados, filósofos e outros autores famosos. Conheça estes e outros temas em Poetris.

A primeira etapa está transposta com muitas dificuldades e com tantas coisas estranhas que não posso narrar-lhas, mesmo a si. (…) Como gente que se vê perdida, os meus adversários recorrem a todas as armas, até mesmo as mais infames. Tudo lhes serviu. (…) A fenomenal inépcia da maior parte dos nossos adversários, que dá como resultado prático que, sendo-se um pouco hábil, quase todos os golpes se voltarão contra eles próprios. (…) Creio que com um pouco de firmeza e habilidade, assim continuará até ao fim.

A regra é perfeita: em todos os assuntos de opinião nossos adversários são insanos.

A coragem de quem possui a elevada convicção de ser filho de Deus não é a de enfrentar um adversário para não ser derrotado, e sim a de oferecer a face direita a quem lhe bateu na esquerda.

O desejo de superar adversários é uma mola que o impulsiona, também, a superar a si próprio. Mas, esse desejo deve surgir de forma natural e jamais ser motivado por inveja ou ganância.

O que se pretende em toda e qualquer guerra não é apenas ganhar. É abolir o inimigo, dissolver o Outro. É fazer desaparecer não apenas o adversário mas todo o seu mundo. Pretende-se anular a sua história, apagar a sua memória.

Não é difícil o sucesso político se tivermos em conta que é uma área pouco cobiçada e onde não há adversários muito convictos.

A pátria, como tudo, és tu. Se for também a do teu adversário político, é já problemático haver pátria que chegue para os dois.

A Armadilha do ódio é que ele nos prende demasiado estreitamente ao adversário. Não posso odiá-los, porque nada me liga a eles: não temos nada em comum.

O «Outro» desempenha sempre na vida de um indivíduo o papel de um modelo, de um objecto, de um associado ou de um adversário.

Tenho escrito repetidamente que o nosso maior inimigo somos nós mesmos. O adversário do nosso progresso está dentro de cada um de nós, mora na nossa atitude, vive no nosso pensamento. A tentação de culpar os outros em nada nos ajuda. Só avançamos se formos capazes de olhar para dentro e de encontrar em nós as causas dos nossos próprios desaires.

Por mim, limito-me a não injuriar ou atacar. A explicar apenas que estas eleições são o julgamento daquilo que os nossos adversários fizeram nos últimos anos.

Se queres ofender um adversário, elogia-o em voz alta pelas qualidades que ele não possui.

Viver na selva. Com ciúmes da felicidade e da eterna pujança da natureza cuja força activa, como a minha, é no entanto a necessidade, se bem que satisfazendo sempre as exigências que o adversário decreta. E tão facilmente, tão musicalmente.