Frases sobre LĂ­ngua

147 resultados
Frases de língua escritos por poetas consagrados, filósofos e outros autores famosos. Conheça estes e outros temas em Poetris.

Todo o paĂ­s escravizado por outro ou outros paĂ­ses, tem na mĂŁo, enquanto souber ou puder conservar a prĂłpria lĂ­ngua, a chave da prisĂŁo onde jaz.

Diga-me com quem andas e dir-te-ei [que lĂ­ngua, a nossa!] quem Ă©s. Pois Ă©: Judas andava com Cristo. Cristo andava com Judas

A lĂ­ngua das mulheres Ă© a sua espada e tĂȘm o cuidado de a nĂŁo deixarem enferrujar.

Escreve claro quem concebe ou imagina claro; com vigor, quem com vigor pensa, por ser a lĂ­ngua um vestido transparente do pensamento.

Os meus escritores de referĂȘncia sĂŁo Montaigne, Cervantes, o padre AntĂłnio Vieira, Gogol e Kafka. O padre AntĂłnio Vieira era um jesuĂ­ta do sĂ©culo XVII. Nunca se escreveu na lĂ­ngua portuguesa com tanta beleza como ele o fez.

Nos dias atuais todos nĂłs falamos, se nĂŁo a mesma lĂ­ngua, uma espĂ©cie de linguagem universal. Nao existe um Ășnico centro e o tempo perdeu sua coerĂȘncia. Leste e Oeste, passado e futuro se misturam dentro de nĂłs. Diferentes tempos e espaços se combinam aqui, agora, tudo de uma vez sĂł.

Se Portugal teve valor na histĂłria do mundo, nĂŁo foi no esforço da uniformização, igual a tantos outros. NĂŁo foi na imposição de uma lĂ­ngua, de uma religiĂŁo, de uma raça. A glĂłria do impĂ©rio portuguĂȘs nĂŁo foi o facto de ter sido portuguĂȘs contra as nacionalidades que subjugou. Foi ter sido capaz de ser portuguĂȘs sem deixar de ser outras coisas. No mĂĄximo, foi ter sido portuguĂȘs por ter sido tudo menos portuguĂȘs. Ou quase tudo.

Certa vez fiquei tantos minutos sem beber que me senti como se alguém tivesse pisado em minha língua com o pé sujo de barro.

As pessoas precisam de trĂȘs coisas: prudĂȘncia no Ăąnimo, silĂȘncio na lĂ­ngua e vergonha na cara.

Se me perguntarem se acredito na literatura como missĂŁo, direi redondamente que nĂŁo, mas nesse plano acho que tenho o dever, como escritor, de tentar preservar todas as teclas da lĂ­ngua portuguesa. Se existem, Ă© para serem usadas, nĂŁo podem Ă© ser usadas a torto e a direito.