Frases sobre Portas

154 resultados
Frases de portas escritos por poetas consagrados, filósofos e outros autores famosos. Conheça estes e outros temas em Poetris.

(Lucy) Não fechou a porta, naturalmente: sabia muito bem que seria uma tolice fechar-se dentro do guarda-roupa.

Raramente tenho aberto uma porta por descuido sem ter deparado com um espectáculo que me fizesse sentir, pela humanidade, compaixão, nojo ou horror.

A fechadura do erro mantém fechada a porta: abre-a com a chave do amor.

Um homem desregrado não pode inspirar afeto; é insociável e fecha as portas à amizade.

Há «portas da consolação» que se devem ter sempre abertas, porque Jesus gosta de entrar por elas: o Evangelho lido todos os dias e trazido sempre connosco, a oração silenciosa e de adoração, a Confissão, a Eucaristia. Através dessas portas, o Senhor entra e dá um novo sabor a todas as coisas.

Jonas ia e profetizava, mas no seu coração dizia: «Merecem o castigo, estavam a pedi-las.» Profetizava, mas não rezava, não pedia ao Senhor perdão para eles, só lhes dava pancada. Jonas não rezava, profetizava, era talvez um bom «profissional» que realizava as suas tarefas, mas nunca abria a porta ao Senhor com a oração.

Agrada-me ver a santidade no paciente povo de Deus: nos pais que criam com tanto amor os filhos, nos homens e nas mulheres que trabalham para levar o pão para casa, nos doentes, nas religiosas idosas que continuam a sorrir. Nessa constância para andar em frente dia após dia vejo a santidade da Igreja. Esta é tantas vezes a santidade «da porta ao lado», daqueles que vivem perto de nós e são um reflexo da presença de Deus.

Eu que não bebo, pedi um conhaque Pra enfrentar o inverno Que entra pela porta Que você deixou aberta ao sair…

SEM MARGEM A DÚVIDAS Se você ainda mantém A intenção moral-visual De só encarar homens de bem Segue este meu conselho: Sai da rua, Vai pra casa, Tranca a porta E quebra o espelho.

Sento-me à porta e embebo meus olhos e ouvidos nas cores e nos sons da paisagem, e canto lento, para mim só, vagos cantos que componho enquanto espero. (Bernardo Soares)

Quando uma porta se fecha outra se abre; mas nós quase sempre olhamos tanto e de maneira tão arrependida para a que se fechou, que não vemos aquelas que foram abertas para nós.