Frases sobre Identidade

40 resultados
Frases de identidade escritos por poetas consagrados, filósofos e outros autores famosos. Conheça estes e outros temas em Poetris.

A cidade não é apenas um espaço físico mas uma foija de relações. É o centro de um tempo onde se fabricam e refabricam as identidades próprias.

Pornografia é a destruição orquestrada de corpos e almas de mulheres; estupro, agressão, incesto, e prostituição a impulsionam; desumanização e sadismo caracterizam-na; ela é a guerra sobre as mulheres, violações em série na dignidade, identidade, e valor humano; ela é tirania. Cada mulher que tem sobrevivido sabe da experiência de sua própria vida que pornografia é escravidão — a mulher presa na imagem usada sobre a mulher presa onde quer que ele tenha aprisionado ela.

Eu bato o portão sem fazer alarde Eu levo a carteira de identidade Uma saideira, muita saudade E a leve impressão de que já vou tarde

Toda dominação pessoal, psicológica, social e institucionalizada nessa terra pode ser remetida a uma mesma fonte original: as identidades fálicas dos homens.

O essencial da identidade de um homem do meu género reside precisamente no «que» ele pensa e no «como» pensa, não no que faz ou sofre.

Não há pessoas simples, ninguém cabe dentro de uma explicação fácil e rápida. Somos unidades vivas que se desenvolvem de forma progressiva. A nossa identidade é um complexo equilíbrio dinâmico entre permanência e mudança.

A verdade é que nós somos sempre não uma mas várias pessoas e deveria ser norma que a nossa assinatura acabasse sempre por não conferir. Todos nós convivemos com diversos eus, diversas pessoas reclamando a nossa identidade. O segredo é permitir que as escolhas que a vida nos impõe não nos obriguem a matar a nossa diversidade interior. O melhor nesta vida é poder escolher, mas o mais triste é ter mesmo que escolher.

A única coisa que torna possível a identidade é a ausência de mudança, mas ninguém acredita de facto que se seja semelhante àquilo de que se lembra.

O escritor é um ser que deve estar aberto a viajar por outras experiências, outras culturas, outras vidas. Deve estar disponível para se negar a si mesmo. Porque só assim ele viaja entre identidades. E é isso que um escritor é – um viajante de identidades, um contrabandista de almas. Não há escritor que não partilhe dessa condição: uma criatura de fronteira, alguém que vive junto à janela, essa janela que se abre para os territórios da interioridade.

O inimigo é sempre inventado, construído. Precisamos dele para definir a nossa identidade.

A cultura é fundamental para a identidade de um povo, mas, se ela nos impede de nos colocarmos no lugar do outro e de pensarmos antes de reagir, torna-se escravizante.

O sadismo sexual efetiva a identidade masculina. Mulheres são torturadas, chicoteadas, e acorrentadas; mulheres são amarradas e amordaçadas, marcadas e queimadas, cortadas com facas e fios; mulheres são urinadas e defecadas; agulhas em brasa são cravadas nos peitos, ossos são quebrados, retos são rasgados, bocas são devastadas, bocetas são brutalmente caceteadas por pênis após pênis, vibrador após vibrador — e tudo isto para estabelecer no macho um sentido viável de seu valor próprio.

O amor romântico, tanto na pornografia quanto na vida real, é a mítica celebração da negação feminina. Para uma mulher, o amor é definido como sua boa vontade para se submeter a sua própria aniquilação… A prova de amor é que ela está disposta a ser destruída por aquele que ela ama, pelo seu bem. Para as mulheres, o amor é sempre auto-sacrifício, sacrifício de sua identidade, desejo e integridade de seu corpo; para que satisfaça e se redima diante da masculinidade de seu amado.

Procure imitar-se a si mesmo. Ao passar muito tempo a imitar os outros, pode acabar por deturpar a sua própria identidade.

Por mais diferentes que eles possam ser, os elementos ou indivíduos constituindo um sistemas tem pelo menos uma identidade comum de vinculação à unidade global e de obediência às suas regras organizacionais.

A amizade e a lealdade residem numa identidade de almas raramente encontrada.