Frases sobre Nuvens

56 resultados
Frases de nuvens escritos por poetas consagrados, filósofos e outros autores famosos. Conheça estes e outros temas em Poetris.

Encostei-me a ti, sabendo que eras somente onda. Sabendo bem que eras nuvem, depus a minha vida em ti. Como sabia bem tudo isso, e dei-me ao teu destino, frágil, Fiquei sem poder chorar quando caí.

Tomara que teus caminhos sejam curvos, tortuosos, perigosos, te levando à mais impressionante paisagem. Tomara que suas montanhas se elevem para dentro e acima das nuvens.

Fim de estação. Eu continuei a viagem Para além do fim da estação. Quantos eram? Quatro, Cinco, poucos mais. Casas, caminhos, nuvens, Enseadas azuis, montanhas Abrem as suas portas

O Português é indeciso e inquieto, como as nuvens em que as suas montanhas se continuam e as ondas em que as suas campinas se prolongam.

Nao é a linha reta, dura e inflexível, feita pelo homem, que me atrai. O que me chama a atenção é a curva livre e sensual. A curva que encontro nas montanhas do meu país, nas margens dos seus rios, nas nuvens do céu e nas ondas do mar. O universo está cheio de curvas, um universo de Einstein.

Uma lágrima enevoa, faz vir nuvens espessas ao céu dos olhos, e, de uma singela maneira, fecha-os ao que está lá fora e vira-os, com toda a beleza e intensidade, para o que está, por assim esclarecer, cá dentro de nós.

Sorria, embora seu cora√ß√£o esteja doendo, sorria, mesmo que ele esteja partido, quando h√° nuvens no c√©u voc√™ sobreviver√°…

O bonzo Saigyo assim cantou em versos: ‚ÄėN√£o √© amaldi√ßoando as nuvens que aparecer√° a Lua no c√©u‚Äô. Se ficarmos olhando apenas as nuvens sombrias, nossa mente n√£o se desanuviar√°. Acima das nuvens, a Lua permanece clara e bela.

O que impede a destruição do pecado é a força do pensamento da própria pessoa que crê na existência do pecado. O que impede a dispersão das nuvens é a força de atração da própria Terra.

Depois, só tinha pensamentos de prisioneiro. Aguardava o passeio diário no pátio ou a visita do advogado. O restante do meu tempo eu coordenava muito bem. Nessa época pensei muitas vezes que se me obrigassem a viver dentro de um tronco seco de árvore, sem outra ocupação além de olhar a flor do céu acima da minha cabeça, eu teria me habituado aos poucos. Teria esperado a passagem dos pássaros ou os encontros entre as nuvens tal como esperava aqui as estranhas gravatas do advogado, e, como num outro mundo, esperava até sábado para estreitar nos meus braços o corpo de Marie. Ora, a verdade, afinal é que eu não estava numa árvore seca. Havia pessoas mais infelizes do que eu. Era, aliás, uma idéia de mamãe, e ela repetia com frequência que acabávamos acostumando-nos a tudo.

O beijo fulmina-nos como o rel√Ęmpago, o amor passa como um temporal, depois a vida, novamente, acalma-se como o c√©u, e tudo volta a ser como dantes. Quem se lembra de uma nuvem ?

Um √ļnico homem sem alegria basta para criar numa casa inteira um mau humor cont√≠nuo e para a envolver numa nuvem escura: e √© um milagre se este homem n√£o est√° presente! √Č preciso muito para que a felicidade seja doen√ßa t√£o contagiosa. De onde √© que isso vem?

Amor e paixão são para o corpo como asas para um pássaro: voam no mesmo tatalar, numa só cadência, mergulhando nas nuvens, em direção ao céu!

Com a chuva, parece que quanto mais se olha para as nuvens, menos elas parecem dispostas a mandar alguma pinguinha de √°gua. √Č assim com a maior parte das coisas. √Č quando a gente se esquece que, de repente…