Citação de

A Acção Mais Degradada

A ac√ß√£o mais degradada √© a daquele que n√£o age e passa procura√ß√£o a outrem para agir – a dos frequentadores dos espect√°culos de luta e a dos consumidores da literatura de viol√™ncia. Ser her√≥i e atrav√©s de outrem, ser corajoso em imagina√ß√£o, √© o limite extremo da ac√ß√£o gratuita, do orgulho ou da vaidade que n√£o ousa. Corre-se o risco sem se correr, experi¬≠menta-se como se se experimentasse, colhe-se o prazer do triunfo sem nada arriscar. E √© por isso que os fIlmes de guerra, do hero√≠smo policial, de espionagem, t√™m de acabar bem. Por¬≠que o que a√≠ se procura √© justamente o sabor do triunfo e n√Ęo apenas do risco. O gosto do risco procura-o o her√≥i real, o jogador que pode perder. Mas o espectador da sua luta, degra¬≠dado na sedu√ß√£o da ac√ß√£o, acentua a sua mediocridade no n√£o poder aceitar a derrota, no fingir que corre o risco mesmo em fic√ß√£o, mas com a certeza pr√©via de que o risco √© vencido. O que ele procura √© a pequena lisonja √† sua vaidade pequena, a figura√ß√£o da coragem para a sua cobardia, e s√≥ a vit√≥ria do her√≥i a quem passou procura√ß√£o o pode lisonjear.
E se o her√≥i morre em grandeza, h√° o prazer ainda de o espectador estar vivo para saborear a coragem do que morreu e a n√£o pode j√° saborear. A vida do her√≥i estende-se assim para al√©m da sua morte onde a espera o espectador para se investir da gl√≥ria que lhe coube e ele j√° n√£o p√īde gozar. √Č de dentro da vida e do conforto que o espectador da coragem saboreia o prazer da coragem que n√£o tem. Da√≠ √†s vezes a ilus√£o de que tamb√©m ele poderia enfrentar os mesmos riscos, se os enfrentasse. O que lhe fica √† superf√≠cie de toda a ac√ß√£o √© o gosto dessa ac√ß√£o e n√£o a dificuldade de a realizar. Da√≠ que na realidade ele pudesse talvez atirar-se a essa ac√ß√£o, se tudo fosse poss√≠vel efectivar-se num momento – no momento em que n√£o teve tempo ainda de conhecer o que a√≠ se esconde, no momento em que n√£o teve tempo de saber que n√£o era corajoso. Da√≠ que num com√≠cio de hero√≠smo o hero√≠smo seja f√°cil e os her√≥is volunt√°rios se possam recrutar aos mont√īes: a dureza com que se conquista esse hero√≠smo n√£o se v√™ sob os bra√ßos erguidos que o festejam…