Citação de

Verosimilhança não é Verdade

Quase sempre as suspeitas nos inquietam; somos sempre o joguete desses boatos de opini√£o, que tantas vezes p√Ķe em fuga um ex√©rcito, quanto mais um simples indiv√≠duo. (…) n√≥s rendemo-nos prontamente √† opini√£o. N√£o fazemos a cr√≠tica das raz√Ķes que nos levam ao temor, n√£o as esquadrinhamos. Perdemos todo o sangue-frio, batemos em retirada, como os soldados expulsos do seu campo √† vista da nuvem de poeira que levanta uma tropa a galope, ou tomados de terror colectivo por causa de um boato semeado sem garante.
Não sei como, mas as falsidades perturbam-nos desde logo. A verdade traz consigo a sua própria medida; tudo quanto se funda sobre uma incerteza, porém, fica entregue à conjectura e às fantasias de um espírito perturbado.
Eis porque, entre as mais diversas formas do medo, n√£o h√° outra mais desastrosa, mais incoerc√≠vel que o medo p√Ęnico. Nos casos ordin√°rios, a reflex√£o √© falha; nestes, a intelig√™ncia est√° ausente.
Interroguemos, pois, cuidadosamente a realidade. √Č veros√≠mil que uma desgra√ßa venha a produzir-se? Verosimilhan√ßa n√£o √© verdade. Quantos acontecimentos ocorreram sem que os esper√°ssemos! Quantos acontecimentos esperados que jamais ocorreram! Mesmo que venham a produzir-se, que √© que lucraremos em nos anteciparmos √† nossa dor? Sofrer√°s com muito maior presteza quando ela chegar. Enquanto esperas, imagina um futuro melhor.
Que ganhar√°s com isso? Tempo. Muitos incidentes poder√£o fazer com que o perigo pr√≥ximo ou iminente se detenha, se dissipe ou caia sobre outra cabe√ßa. (…) H√° casos em que, sem o menor aviso pr√©vio de uma cat√°strofe, o esp√≠rito forja falsas ideias: ou √© uma express√£o amb√≠gua, que ele s√≥ interpreta em sentido desfavor√°vel, ou √© a magnitude de uma ofensa cometida que ele exagera, preocupado, ali√°s, n√£o com a c√≥lera de outrem, mas com o que poder√° advir dessa c√≥lera.