Citação de

Quer-te Muito a Tua Mulherzinha

Recebi ontem à noite o telegrama que mandaste da Foz. Desejo que tivesses encontrado tudo bem na nossa casinha. Espero com ansiedade a primeira cartinha tua que já cá devia estar. Estou a escrever-te sentada a uma janela com o papel em cima dum livro e o tinteiro no chão; é 1 hora e meia, a hora de ir até às galinhas a ver se já havia algum ovo.

Há quanto tempo isso foi! Escreve para cá só até ao dia 23 ou 24 porque dia 26 pela manhã partimos para Vila Viçosa. O carnaval é dia 8 e já vejo que para minha desgraça o vou passar no covil enjaulada como as feras perigosas. Pouca sorte a da pobre Bela! Não posso ainda hoje falar com o advogado nem amanhã que é domingo, de forma que só segunda-feira te poderei dizer qualquer coisa a esse respeito. Há só um comboio dia sim dia não para Lisboa de forma que não estranhes nem te inquietes por alguma pequena demora na correspondência.
A√≠ vai um belo soneto que as saudades tuas me trouxeram ontem; s√≥ quando estou triste sei fazer versos com jeito como esses. Provavelmente n√£o gostas… Disse-me ontem a Henriqueta que o Apeles tinha dito sabendo que eu vinha: “Manda-la-√° ele para se descartar dela?…” Como te conhecem pouco, meu pequenino! Que valente pux√£o d’orelhas ele merece por esta frase, mais tarde! Sempre aquele senhor irm√£o me saiu um f√ļfio!

Soidades à Maria, à Miss e à Talassa. Parece-me ainda que sonho e logo que desperte me vejo ao pé de ti. Quer-te muito, muito a tua mulherzinha querida Bela.

PS (canto superior esquerdo da carta).: Beijinhos para o pirilau e desejo que tenha muito ju√≠zo, √≥ viu?…
Caravelas…

Cheguei a meio da vida j√° cansada
De tanto caminhar! J√° me perdi!…
Dum estranho país que nunca vi
Sou neste mundo imenso a exilada.

Tanto tenho aprendido e n√£o sei nada.
E as torres de marfim que construí
Em trágica loucura as destruí
Por minhas próprias mãos de malfadada!

Se eu sempre fui assim este Mar Morto,
Mar sem marés, sem vagas e sem porto
Onde velas de sonhos se rasgaram!

Caravelas doiradas a bailar…