Citação de

As Janelas da Memória

A mem√≥ria humana n√£o √© lida globalmente, como a mem√≥ria dos computadores, mas por √°reas espec√≠ficas a que chamo de janelas. Atrav√©s das janelas vemos, reagimos, interpretamos… Quantas vezes tentamos lembrar-nos de algo que n√£o nos vem √† ideia? Nesse caso, a janela permaneceu fechada ou inacess√≠vel.

A janela da mem√≥ria √©, portanto, um territ√≥rio de leitura num determinado momento existencial. Em cada janela pode haver centenas ou milhares de informa√ß√Ķes e experi√™ncias. O maior desafio de uma mulher, e do ser humano em geral, √© abrir o m√°ximo de janelas em cada situa√ß√£o. Se ela abre diversas janelas, poder√° dar respostas inteligentes. Se as fecha, poder√° dar respostas inseguras, med√≠ocres, est√ļpidas, agressivas. Somos mais instintivos e animalescos quando fechamos as janelas, e mais racionais quando as abrimos.

O mundo dos sentimentos possui as chaves para abrir as janelas. O medo, a tens√£o, a ang√ļstia, o p√Ęnico, a raiva e a inveja podem fech√°-las. A tranquilidade, a serenidade, o prazer e a afetividade podem abri-las. A emo√ß√£o pode fazer os intelectuais reagirem como crian√ßas agressivas e as pessoas simples reagirem como elegantes seres humanos. Sob um foco de tens√£o, como perdas e contrariedades, uma mulher serena pode ficar irreconhec√≠vel. O que mudou? O grau de abertura das janelas.

(…) A melhor atitude de uma mulher inteligente que est√° sob o calor da ansiedade √© n√£o se obrigar a reagir, √© preservar-se. √Č importante gerir a emo√ß√£o e esperar que a tens√£o passe para depois tomar uma atitude. N√£o leve a vida a ferro e fogo. Respeite os seus limites.

Veja como as janelas interferem no nosso comportamento. Quantas vezes, depois de passarmos por perdas ou frustra√ß√Ķes, achamos que dever√≠amos ter dito ou feito isto ou aquilo? A abertura das janelas depende muito do estado emocional. O medo, a press√£o, as crises, a tens√£o fecham as janelas. H√° pessoas que se engasgam ao falar em p√ļblico, embora sejam eloquentes. Alguns alunos podem ter um p√©ssimo desempenho nos exames por causa da ansiedade. Alguns intelectuais agem como crian√ßas fr√°geis quando contrariados.

(…) Por que raz√£o as mulheres ciumentas perdem o autocontrolo? Porque nas crises de ci√ļmes o seu Eu n√£o tem acesso √†s janelas que poderiam financiar a sua autoconfian√ßa e autoestima. Porque √© que as mulheres cultas se autoflagelam tanto? Entre diversas causas, destaca-se a dificuldade de aceder a janelas em c√°lidos momentos que as fa√ßam relaxar e superar a necessidade de serem perfeitas.

Está a ver aqueles dias em que nos sentimos superfelizes e não sabemos os motivos de tanta alegria? Ou em que estamos tão calmos e tolerantes que nada nos aborrece? Ou aqueles dias em que nos sentimos tão irritadiços que nem a nós próprios nos suportamos? E o tédio do domingo à tarde? Estes movimentos emocionais ocorrem devido aos deslocamentos do território de leitura das janelas.

Há pessoas depressivas que beneficiam de algumas pausas na sua dor e sentem lampejos de alegria. Quer dizer que saíram do imenso bairro, ou área, de janelas que financiam a desmotivação, o pessimismo, o humor depressivo, e entraram em bairros que tinham janelas light que financiaram essa alegria temporária; o que é um bom sinal, pois indica que a sua memória não é completamente desértica! Ela pode e deve alargar as fronteiras dessas nobres áreas.

Está a ver aquelas pessoas tímidas que quando bebem se tornam autênticos papagaios? Elas romperam as barreiras das janelas doentias, que financiam a insegurança, e entraram noutro grupo de janelas, que financiam a sua sociabilidade. Obviamente que usar o álcool para melhorar os relacionamentos sociais não é saudável, pois pode preparar o terreno para uma futura dependência.

H√° tr√™s grupos b√°sicos de janelas da mem√≥ria: as neutras, que cont√™m milh√Ķes de informa√ß√Ķes num√©ricas, endere√ßos e dados; as janelas light, que financiam o prazer, a tranquilidade, a serenidade e a lucidez; e as janelas killer, que alicer√ßam o humor triste, a ansiedade, a agressividade, a irracionalidade e as fobias. Em rela√ß√£o a este √ļltimo grupo, algumas dessas janelas s√£o t√£o poderosas que lhes chamo janelas killer power. Elas s√£o lidas e relidas e destroem com facilidade a nossa tranquilidade, a nossa autoestima e o nosso prazer de viver.

O Eu, como líder da sua mente, deveria aprender a romper as fronteiras das janelas killer e a penetrar nas áreas das janelas light.