Citação de

O Gosto pela Cultura

√Č mais dif√≠cil encontrar um gentleman que um g√©nio. A marca mais distintiva de um homem culto √© a possibilidade de aceitar um ponto de vista diferente do seu; p√īr-se no lugar de outra pessoa e ver a vida e os seus problemas dessa perspectiva diferente. Estar disposto a experimentar uma ideia nova; poder viver nos limites das diverg√™ncias intelectuais; examinar sem calor os problemas escaldantes do dia; ter simpatia imaginativa, largueza e flexibilidade de esp√≠rito, estabilidade e equil√≠brio de sentimentos, calma ponderada para decidir – √© ter cultura.
(…) A cultura vem da contempla√ß√£o da natureza; do estudo da Literatura, Arte e Arquitectura com letras grandes; e do conhecimento pessoal das realidades emocionais da exist√™ncia. √Č uma escala de valores, ou m√©ritos, diferente da usada nas esferas dominadas pela ci√™ncia e pelo com√©rcio. Vivemos numa cultura onde o sucesso √© medido pelos bens materiais. √Č importante alcan√ßar objectivos materiais, mas ainda √© mais importante ser-se cidad√£o amadurecido, bem equilibrado e culto.

A cultura (…) est√° em n√≥s e n√£o sepultada em estranhas galerias. Significa bondade de esp√≠rito e √© a base de um bom car√°cter. A plenitude da vida n√£o vem das coisas exteriores a n√≥s; temos de criar a beleza em que vivemos.
¬ęEmbora andemos pelo mundo a procurar a beleza, temos de a levar connosco ou n√£o a encontraremos¬Ľ – escreveu Emerson. Uma pessoa pode fruir o m√°ximo prazer com paisagens, √°rvores, bosques, flores e frutos, c√©u azul, nuvens encasteladas, mares encapelados ou brandas ondas de um lago, vistas da margem de um rio, sombras na relva, estrelas e luar √† noite. Para outra a beleza natural n√£o tem encantos. A lua e as √°rvores brilham em v√£o; p√°ssaros e insectos, √°rvores e flores, rio e lago e mar, sol, lua e estrelas n√£o lhe d√£o qualquer prazer. Quem quer ter uma vida mais rica s√≥ tem de compreender e reconhecer todos os tipos de beleza e cultivar o gosto pelo belo dentro da alma.